24 Outubro 2021, Domingo
- PUB -
Início Opinião O Setubalense mantém-se como principal órgão de comunicação social da região

O Setubalense mantém-se como principal órgão de comunicação social da região

Hoje, mais que nunca, vivemos temos de incerteza, provocados por uma pandemia que afectou todos os sectores da sociedade.

- PUB -

Vivemos, igualmente, uma época onde o imediatismo dos novos media colocou desafios aos tradicionais órgãos de comunicação social, que foram forçados a adaptar-se à rapidez dos novos tempos. Uns não o souberam fazer e ficaram para trás.

Outros, como é o caso de O SETUBALENSE – Diário da Região souberam fazê-lo bem, mantendo o mesmo rigor na missão de informar os cidadãos.

A comunicação social tem assumido um papel determinante na construção da nossa sociedade e democracia, no cumprimento da liberdade de informação e de expressão, no respeito pela diversidade e pelo pluralismo democrático.

- PUB -

Em particular no contexto regional e local, O SETUBALENSE – Diário da Região tem conseguido manter-se como o principal órgão de comunicação social da região.

São já 166 anos de resiliência, persistência, sentido de responsabilidade e competência na nobre e indispensável missão de informar os cidadãos.

Na passagem de mais um aniversário deste icónico título regional, deixamos o nosso reconhecimento público pelo caminho percorrido, fazendo votos de sucesso para o futuro a toda a equipa que, diariamente, trabalha em O SETUBALENSE – Diário da Região.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Leonor Amado foi encontrada viva hoje de manhã caída num penhasco em Palmela

A idossa foi socorrida pelos Bombeiros de Palmela, tendo sido levada para os Hospital de S. Bernardo, em Setúbal, de onde teve alta ainda hoje cerca das 20h00

Última Hora: Vitória aprova venda de 89% da SAD a investidor

Última Hora: Vitória aprova venda de 89% da SAD a investidor

Superpolícias da esquadra do Montijo sagram-se campeões europeus de jiu-jitsu

Ouro de José Peres e João Pavia soma a méritos profissionais: um já salvou uma vida humana; o outro efectou detenções fora de serviço
- PUB -