14 Maio 2021, Sexta-feira
- PUB -
Início Opinião Autarquia recupera património nacional que é orgulho de todos

Autarquia recupera património nacional que é orgulho de todos

A reabertura ao público, no passado dia 10 de outubro, do Convento de Jesus e áreas envolventes após obras de preservação, recuperação e renovação promovidas pela Câmara Municipal é o culminar de mais uma etapa no processo de promoção e desenvolvimento de Setúbal, cidade e município que, ao longo dos últimos 19 anos, apesar de tantas dificuldades e contrariedades, mercê de uma relação forte entre autarquias locais e população que as elegeu, têm atingido elevados níveis de atração e notoriedade.

- PUB -

Chegar aqui não foi fácil. Primeiro, foi preciso dar passos pequenos, mas determinados. Tomar decisões. Ganhar a confiança de quem nos elegeu.

Certamente já poucos se lembram do antigo parque de campismo da Toca do Pai Lopes e da contestação ao seu encerramento. Provavelmente já foram esquecidas as imagens dos “caixotes do lixo” que, ao fim da tarde, ficavam submersos em sacos de plástico cheios de resíduos que eram atirados de alguma distância para evitar abrir os contentores. É natural que muitos já não se recordem do número significativo de “bares” que funcionava na cidade sem regras e em desrespeito pela lei e pelo regulamento geral do ruído, fazendo com que a fiscalização municipal e a PSP tivessem de intervir praticamente todas as noites.

Estes são apenas alguns exemplos de problemas para os quais a Câmara Municipal encontrou soluções, ao mesmo tempo que teve de recorrer à celebração de um Contrato de Reequilíbrio Financeiro para impedir a bancarrota municipal, sob pena de estar em risco o pagamento dos salários aos seus trabalhadores.

- PUB -

A determinação e a vontade de vencer, a confiança das populações e uma visão com projetos de futuro criaram as condições, com muito trabalho e dedicação, para – como se dizia então – pôr Setúbal no mapa.

Comprámos o Quartel do 11 ao Estado e oferecemos as instalações para o mesmo Estado lá instalar a Escola de Hotelaria e Turismo. Alterámos o plano POLIS e decidimos fazer apenas as obras estruturantes e mais qualificadoras para a cidade (Av. Luisa Todi, Praia da Saúde e Parque Urbano da Albarquel). Criámos as condições para que a nossa restauração tivesse mais facilidade em receber e oferecer a nossa boa gastronomia e vinhos, com a viabilização das esplanadas fechadas.

Nesta altura a imagem da cidade já tinha mudado, bem como a autoestima dos setubalenses.

- PUB -

Quando, em maio de 2002, me desloquei ao México para, em nome da Câmara Municipal, apresentar a candidatura de Setúbal ao Clube das Mais Belas Baías do Mundo acreditámos que esta poderia ser uma boa oportunidade para divulgar Setúbal e valorizar ainda mais as nossas riquezas naturais (Serra da Arrábida e Estuário do Sado) onde se insere a Baía. Com a aprovação da candidatura trabalhámos na criação da Associação da Baía, que vim a fundar no primeiro semestre de 2005 em conjunto com alguns empresários setubalenses.

A dinâmica então criada por Setúbal com a instalação da Casa da Baía e a criação do conceito de centro de promoção do turismo levou à minha integração no Conselho de Administração do Clube e à realização na nossa cidade, em 2009, do Congresso Mundial do Clube das Mais Belas Baías do Mundo. A cereja no topo do bolo deste processo de promoção da cidade do Sado a nível nacional e internacional aconteceu quando, em 2015, a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, foi eleita presidente desta organização.

Os resultados estão bem à vista: o clube aumentou significativamente o número de baías, alargando a sua implantação a nível mundial; em Setúbal, a Casa da Baía é hoje um dos maiores polos de atração turística da cidade e da região, tendo mesmo ganho grande notoriedade dentro do clube, havendo baías de outras latitudes que se inscrevem para se promover neste espaço do município setubalense. A par deste projeto de divulgação e promoção de Setúbal, a cidade e o concelho ganharam vida, o investimento é diversificado e permanente, seja realizado pela Câmara Municipal ou pelas juntas de freguesia, seja em conjunto, seja pelos privados.

Se é um facto que o investimento privado do Centro Comercial Alegro permitiu criar nova e digna entrada em Setúbal, é também factual que, com as cheias de maior gravidade na cidade, ocorridas em 2008, se iniciou uma ação contínua junto das entidades competentes da Administração Central que culminou na solução da construção das bacias de retenção na várzea, na criação de novas acessibilidades e do projeto do novo Parque Urbano da Várzea.

A dinamização da vida cultural, económica e social na baixa da cidade foi alcançada também com a colaboração dos comerciantes da Baixa e com os investimentos na Casa da Cultura, no Fórum Municipal Luísa Todi ou no Mercado do Livramento, onde o esforço e dedicação da associação de operadores do mercado tem projetado Setúbal, levando um dos mais conhecidos jornais internacionais a classificá-lo como um dos melhores mercados do mundo.

Como diz a presidente Maria das Dores Meira, “Setúbal é um Mundo”.

Muito ainda continua por fazer. A visão e o projeto que orientaram o trabalho destes anos têm todas as condições para continuar a fazer um concelho de Setúbal ainda melhor. O Poder Local Democrático é uma força dinamizadora que, por estar mais próxima das pessoas e das realidades locais, cria melhor ambiente, mais qualidade de vida e melhor bem-estar. Ajuda-nos a ter mais confiança no futuro.

Com esta reabertura do Convento de Jesus, abre-se uma nova porta para enriquecer a vida cultural, económica e social na cidade e no concelho.

Viva Setúbal!

- PUB -

Mais populares

GNR desmantela maior rede de tráfico de amêijoa do Tejo em mega-operação com 200 militares

Operação resultou na detenção de seis homens e duas mulheres e na apreensão de 120 mil euros, 22 veículos e 14 embarcações   Um grupo de...

Luís Maurício: “Vamos fazer tudo para criar a polícia municipal”

Cabeça-de-lista do Chega à Câmara de Setúbal diz que concelho é inseguro e quer videovigilância em certas zonas da cidade   Luís Maurício, de 42 anos,...

Detidos em operação internacional de captura de amêijoa no Tejo são portugueses

Detidos serão presentes amanhã e quinta-feira ao tribunal do Montijo para 1.º interrogatório e aplicação das respectivas medidas de coacção   Os cinco detidos numa mega-operação...
- PUB -