27 Janeiro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioOpiniãoA polémica sobre a Festa do Avante

A polémica sobre a Festa do Avante

É já sexta-feira que abrem as diversas portas da Quinta da Atalaia para a mais polémica edição da Festa do Avante.

- PUB -

Não foi por acaso que referimos as “diversas portas”! É que esta, é apenas umas das medidas de segurança sanitária implementadas no espaço onde decorrerá a Festa, também ele aumentado. Ou seja, 30 hectares. O equivalente a 30 campos de futebol. As outras normas de segurança antivirais são as seguintes: delimitação de áreas, marcação de corredores e circuitos, assistentes de plateia, encerramento temporário em horário fixo para desinfeção de WCs, esplanadas com mesas e assentos com distanciamento e higienização permanente, disponibilização de álcool-gel em diversos pontos, paredes dos stands dispostas de modo a haver circulação de ar, e o já referido maior número de portas para evitar cruzamentos entrada/saída. E ainda, evidentemente, uso obrigatório permanente de máscara e distanciamento social.

E pronto! Assim sendo, já não se justifica mais qualquer precaução, na ida à Festa do órgão central do PCP? Claro que justifica! Com esta famigerada pandemia, alguém sai de casa, seja para onde for, sem qualquer preocupação? Completamente à vontade como antes do novo coronavírus se ter instalado?

Mas sejamos honestos, claros e objetivos, haverá o mesmo perigo de contágio com todas estas medidas implementadas, que vão até para além das que a DGS obriga,como se viajarmos num comboio ou num autocarro? E se ainda por cima, forem mais que lotados? Ou a qualquer evento como por aí tem acontecido, sem qualquer proteção?

- PUB -

E depois, não estamos já aí todos na rua a tratar das nossas vidas? Sem qualquer precaução? Claro que não! Mas mantendo-se esta situação como já há meses se mantém, vamos apenas restringir-nos a deslocações casa/trabalho ou à ida ao supermercado, à farmácia ou ao hospital? Aliás, para além da Festa do Avante, não estão já acontecer outras festas, outros eventos semelhantes, desde que cumpram as normas da DGS? Com essas normas, não estão já abertas, e bem, salas de cinema, teatro e outros espetáculos?

A festa do Avante, dizem, é diferente. Pois é! É o maior evento, cultural e político deste país. Uma cidade efémera de três dias. Erguida, mantida a funcionar e desmontada por muitos militantes, simpatizantes e amigos do PCP, sem ganharem um cêntimo. Aliás, ainda pagam para ir para lá trabalhar. Ninguém entra à borla. E é isso, o que os move, os seus ideais, que não agrada nada a quem é avesso a mudanças. A minoria beneficiária desta sociedade injusta. A sociedade capitalista. E depois são os muitos milhares que lá vão e os milhões que como eles aspiram e se batem por uma sociedade, um país, um mundo bem melhor e mais justo.

Naturalmente que haverá gente sinceramente preocupada, influenciada ou não, pela tal minoria, pelos seus poderosos media, com o propalado potencial contágio viral na Atalaia. Cremos que cada vez menos. Mas a preocupação da referida minoria, é falsa e hipócrita. Com ou sem pandemia, a Festa do Avante, está-lhes atravessada na garganta.

Comentários

Francisco Ramalho
Professor, Corroios
- PUB -

Mais populares

D. José Ornelas deixa de ser Bispo de Setúbal

O SETUBALENSE sabe que o Prelado vai substituir D. António Marto na Diocese de Leiria-Fátima

Autocarro consumido pelas chamas no centro de Setúbal [corrigida]

Viatura dos TST circulava perto do Comando da PSP. Passageiros e motorista saíram ilesos

Moradores do condomínio da Quinta da Trindade queixam-se de ruído vindo de estaleiro naval

A decapagem do casco de navios está a tirar o sossego a quem reside nas proximidades do estaleiro. Empresa diz que está a mitigar incómodo
- PUB -