23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Vitória Futebol Clube declarado insolvente

Vitória Futebol Clube declarado insolvente

Vitória Futebol Clube declarado insolvente

Credores não viabilizaram novo PER. Presidente diz que clube ainda vai explorar a situação legal. SAD está também em risco

 

O Vitória Futebol Clube (VFC), um histórico do futebol português, foi esta sexta-feira declarado insolvente pelo Tribunal de Setúbal, soube O SETUBALENSE de fonte segura.

- PUB -

A informação é também confirmada pelo presidente do clube, Carlos Silva, que o jornal ouviu já ao final desta tarde. O responsável diz que a declaração de insolvência é uma “decorrência normal de um PER [Plano Especial de Revitalização] que foi votado desfavoravelmente”.

Carlos Silva mostra, no entanto, alguma esperança de que a declaração de insolvência possa ainda ser revertida judicialmente. “A partir daqui há situações legais que vamos explorar”, declarou.

O presidente do clube acrescenta ainda que a aprovação da insolvência é “uma situação injusta”, porque “o Vitória Futebol Clube está em dia com tudo, estamos a pagar tudo a tempo e horas”.

- PUB -

Ao que O SETUBALENSE apurou a insolvência tornou-se inevitável depois de a Parvalorem e a Autoridade Tributária (AT), os dois maiores credores do clube, terem votado contra a viabilização do PER que a direcção apresentou no final do ano passado.

Com esse novo PER, a direcção pretendia substituir o PER que estava em vigor no clube.

 

- PUB -

Assembleia de credores da SAD em Junho

O SETUBALENSE apurou ainda que a SAD do Vitória está também em risco de ser declarada insolvente. A assembleia geral de credores que vai decidir sobre a viabilidade de um novo PER, proposto também no caso da Sociedade Anónima Desportiva (SAD), está prevista para Junho próximo.

Dois dos principais credores da SAD são igualmente a Parvalorem e a Autoridade Tributária pelo que o desfecho pode ser idêntico ao do caso do clube.

“É uma possibilidade se a AT e a Parvalorem, em conluio, votarem contra a viabilização do PER”, reconhece Carlos Silva, que além de presidente do clube é também administrador da SAD, em declarações a O SETUBALENSE, ao final desta tarde.

A maioria do capital da SAD é actualmente detida por Hugo Pinto, o investidor que há cerca de três anos entrou na vida do Vitória e que assegurou, neste período, a subsistência financeira do clube e da SAD.

Hugo Pinto, que investiu na instituição valores superiores a 5 milhões de euros, tem estado afastado do Bonfim nos últimos meses. Desde o final do ano passado, quando o clube e a SAD avançaram para a apresentação de novos PER, o empresário tem sido uma figura ausente.

Sobre a insolvencia do clube, Carlos Silva, presidente da direcção, diz que vai ser emitido um comunicado em breve.

O Vitória Futebol Clube, de Setúbal, fundado em 20 de Novembro de 1910, é um dos mais antigos e prestigiados clubes do País e conta ainda com milhares de praticantes em diversas modalidades.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -