23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
“Uma obra para ser descoberta”: Setúbal inaugura memorial a Zeca Afonso

“Uma obra para ser descoberta”: Setúbal inaugura memorial a Zeca Afonso

“Uma obra para ser descoberta”: Setúbal inaugura memorial a Zeca Afonso

Família diz-se “agradada” com gesto da cidade porque “Setúbal teve uma importância muito grande” na vida do cantor

 

A Câmara Municipal de Setúbal inaugurou este sábado um memorial a José Afonso, na Praia da Saúde, que o presidente da autarquia apresentou como “uma obra para ser descoberta”.

- PUB -

É que a escultura, da autoria de Ricardo Crista, não revela a imagem de Zeca Afonso de todos os ângulos. Vista de muito perto, ou mais do lado esquerdo, parece apenas um conjunto de barras de ferro, irregulares, instaladas na vertical, mas, se nos afastarmos e olharmos mais do lado poente, do lado da serra, sobressai, com toda a nitidez, uma das fotografias mais conhecidas do cantor.

O autor do monumento explicou que a obra invoca “a liberdade e a opressão” e que o efeito ‘optical arte’ procura estabelecer uma relação dinâmica com o observador. “As barras verticais podem corresponder a barreiras”, indicou Ricardo Crista que considera justificado o memorial pela “forte relação de José Afonso com Setúbal e pelo contributo que deu à democracia”.

A família do cantor de Abril esteve representada na inauguração pelos filhos Joana e Pedro Afonso e transmitiu ter ficado “agradada” com o gesto do município sadino porque “Setúbal teve uma importância muito grande na vida do meu pai”, disse o filho.

- PUB -

“Zeca pode trazer alguma luz para vivermos estes tempos, em particular para os mais novos”, afirmou Pedro Afonso que arrancou uma salva de palmas aos muitos presentes quando se referiu ao “genocídio” na Palestina para assegurar que o pai “se insurgiria” contra o ataque de Israel.

Francisco Fanhais, presidente da Associação Zeca Afonso classificou a escultura como “uma maravilha” e expressou o desejo de que possa ser “um impulso para darmos o nosso contributo” à vida colectiva.

“Este vai ser um lugar magnifico de descanso, repouso e leitura”, acrescentou Francisco Fanhais, que aproveitou para declamara o poema, de José Afonso, “somos filhos da madrugada”.

- PUB -

O ambiente ribeirinho, junto ao Sado e à Arrábida, foi também destacado pelo presidente da Câmara de Setúbal. André Martins apresentou a criação do memorial como “um imperativo”, um dever de reconhecimento do concelho para com o artista.

 

Reconhecimento em nome do povo de Setúbal

“É uma evidência do profundo sentimento que os setubalenses e azeitonenses sentem pelo poeta”, vincou André Martins. E acrescentou que Zeca Afonso, com o largo com o seu nome [junto à Avenida Luísa Todi], foi transformado pelo povo de Setúbal em seu património cultural”.

Para o autarca, a escultura de Ricardo Crista é uma “peça de grande qualidade”, instalada num “enquadramento perfeito”, e uma “obra que, mais do que para ser olhada, é para ser descoberta”.

André Martins recordou ainda que esta inauguração é “mais uma acção de um vasto programa” de comemorações com que Setúbal está a celebrar os 50 anos do 25 de Abril e referiu que até ao final do ano ainda vão ter lugar ainda “mais de uma centena de iniciativas”.

Embora aparentemente consensual, a criação do memorial a Zeca Afonso não está isenta de alguma polémica mesmo entre anteriores e actuais responsáveis pela governação municipal. Nas redes sociais consta que a idéia desta homenagem foi do executivo de Maria das Dores Meira, e, fonte ligada ao processo, fez questão de fazer chegar a O SETUBALENSE a informação de que a concretização da idéia “não avançou porque Dores Meira não quis”.

Entre a multidão que assistiu à inauguração do monumento, estiveram presentes muitas personalidades ligadas à vida política e cultural do concelho, como os vereadores Carla Guerreiro, Carlos Rabaçal ou Rita Carvalho, os presidentes de juntas de freguesia, como Rui Canas e Luís de Matos, o ex-presidente da Junta de Freguesia de São Sebastião, Nuno Costa, vários dirigentes associativos e o cardeal D. Américo Aguiar, bispo de Setúbal.

NR: Notícia rectificada às 19h20, no penúltimo parágrafo, para redacção mais rigorosa.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -