23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Socialistas afirmam ser tempo de “reflexão política profunda com olhos postos no futuro”

Socialistas afirmam ser tempo de “reflexão política profunda com olhos postos no futuro”

Socialistas afirmam ser tempo de “reflexão política profunda com olhos postos no futuro”

PS foi o mais votado em todos os treze concelhos do distrito mas, face a 2022, perderam três deputados

 

Ana Catarina Mendes, Miguel Costa Matos, António Mendonça Mendes, Eurídice Pereira, André Pinotes Batista, João Paulo Rebelo e Clarisse Campos, são os nomes eleitos pelo círculo eleitoral de Setúbal que se vão sentar no Parlamento na próxima legislatura.

- PUB -

O PS foi o primeiro partido mais votado em todos os 13 concelhos do distrito “conquistando uma percentagem global superior a 31%, ao que acresce uma distância considerável do segundo partido mais votado”, o que, apesar de positivo para o partido afirmam que “não reconforta”, em nota de Imprensa enviada pela Federação Distrital de Setúbal do PS.

Ao saudarem a ida às urnas de toda a população, que resultou numa taxa de abstenção a rondar nos 33%, mencionam desde os primeiros que participaram do sufrágio até aos restantes “independentemente da sua idade”, e reflectem que foi possível, através do voto “uma chamada de atenção aos partidos construtores da democracia, no sentido de reflectirem sobre as suas respostas”.

É agora tempo de reflexão política, afirmam, depois de o partido não ter conseguido atingir os resultados que pretendia, e de reconhecer os resultados que os socialistas deixaram no País. “Sabemos bem do esforço desenvolvido pelos militantes do Partido no distrito, e fora dele, que saudamos com profunda solidariedade, mas todos nós sabemos convocados a uma reflexão política profunda e com os olhos postos no futuro que, com humildade, não deixaremos de fazer. É indiscutível que para além dos resultados positivos em inúmeros domínios da acção governativa que o País alcançou com as governação do PS, os impactos dos resultados eleitorais evidenciam que não é possível, e menos desejável, seguirmos em frente sem uma assinalável reflexão”, detalham.

- PUB -

Mensagem idêntica já tinha sido transmitida por Pedro Nuno Santos, secretário-geral do PS, no rescaldo da noite eleitoral quando ‘assumiu’ a derrota frente a Luís Montenegro e afirmou ser agora tempo de o partido assumir o lugar da oposição. “A luta que travou, a todos os títulos inesperada, deve servirmo-nos de exemplo para que o contributo da Federação Distrital de Setúbal continue à altura do que a sua história, conquistas e dimensão lhe exigem”, refere a mesma nota.

“Assumimos o compromisso de dar continuidade ao trabalho intenso e próximo que sempre desenvolvemos”. É esta também a mensagem que deixam agradecendo aos eleitos, que vão agora cessar funções, pelos anos de trabalho que deram na qualidade de deputados à Assembleia da República.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -