1 Julho 2024, Segunda-feira

- PUB -
Serra de São Luís no Parque Natural da Arrábida com videovigilância para prevenir incêndios

Serra de São Luís no Parque Natural da Arrábida com videovigilância para prevenir incêndios

Serra de São Luís no Parque Natural da Arrábida com videovigilância para prevenir incêndios

A Serra de São Luís, situada no Parque Natural da Arrábida, conta agora com uma torre de videovigilância, instalada com o objectivo de prevenir a proliferação de incêndios.

Em comunicado, a autarquia sadina explica que o novo sistema, que “assegura a vigilância de uma área com 60 mil hectares”, é alimentando “por painéis solares e bateria”.

- PUB -

A “torre inclui quatro câmaras, uma de vigilância, com um zoom de grande alcance, para validação, localização e acompanhamento das ocorrências, assim como uma de detecção no espectro visível, dedicada à detecção automática de incêndios e identificação de colunas de fumo, ambas orientáveis”.

“Há ainda uma câmara de infravermelhos com capacidade térmica, também orientável, dedicada à detecção automática de incêndios, para identificação de pontos quentes que possam corresponder a novos focos de fogo, e outra de segurança local, fixa, dedicada à protecção e segurança dos equipamentos da torre”, refere a mesma nota.

Esta medida “permite detectar focos de incêndio e identificar colunas de fumo, pontos quentes ou chamas, tanto em período diurno como nocturno, inclusivamente em condições de visibilidade adversas”.

- PUB -

Quando descobertos, “é disparado um alarme visual e sonoro dirigido aos operadores responsáveis pela monitorização que, assim, podem analisar a informação de forma eficiente e, inclusivamente, direccionar a câmara de vigilância para a ocorrência”.

O equipamento conta também com “um sensor meteorológico, que permite monitorizar e determinar o risco de incêndio nestas regiões”.

“As informações recolhidas são encaminhadas, através de um sistema de comunicações rádio dedicado, para os dois centros de gestão e controlo, localizados nos comandos distritais da GNR, em Lisboa e Setúbal, responsáveis pela operacionalização deste novo sistema”

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -