23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
PTP garante que vai recuperar pesca e indústria conserveira da região

PTP garante que vai recuperar pesca e indústria conserveira da região

PTP garante que vai recuperar pesca e indústria conserveira da região

Mário Nogueira, cabeça de lista por Setúbal, critica ex-governos por acabarem com importantes sectores do distrito

 

O Partido Trabalhista Português (PTP) candidata-se pelo círculo eleitoral de Setúbal à votação do próximo dia 10 de Março com uma certeza, “falta fazer tudo” por Setúbal, compromisso assumido por Mário Nogueira, cabeça de lista pelo distrito, e toda a sua equipa. Em declarações a O SETUBALENSE deixa críticas aos governos dos últimos 50 anos,
afirmando que estes acabaram com grandes indústrias da região. “Então nós somos o quê? Eles acabaram com tudo que nós tínhamos, acabaram com a Setnave, com a Renault, a indústria das conservas, da pesca”.

- PUB -

Sobre estas duas últimas, acrescenta. “Nós somos uma cidade de mar, éramos uma cidade da pesca e da indústria das conservas, e tudo isso nos foi tirado. Fomos proibidos de pescar, mandaram abater os nossos barcos, e mandaram os nossos pescadores para as tabernas embebedar-se. Destruíram tudo aquilo que era a história da nossa cidade e de toda uma região”.

Adianta também que “a ideia de enfiar Setúbal na região de Lisboa e Vale do Tejo é uma maneira de descaracterizar e tirar a importância que Setúbal tem que ter como capital de distrito”. Pelo distrito o partido garante que, se ganharem lugar no Parlamento, vão mover todos os esforços por fazer recuperar, não só estas indústrias, como também fazer um grande investimento no turismo e hotelaria, duas das áreas que Mário Nogueira acredita que farão ‘ressuscitar’ todo o território.

“As indústrias, nós podemos recuperar todas elas, a começar pela da construção e pela do turismo e hotelaria. Temos os terrenos para construir tudo aquilo que interessa em termos de hotelaria e temos também os lugares e os edifícios certos das empresas que vão desenvolver o turismo na nossa região que tem todos os atractivos turísticos que são necessárias para crescer rapidamente. Temos os vinhos, os queijos, as paisagens maravilhosas. Essas coisas são fundamentais para desenvolver não só o turismo em si como a hotelaria, e esta última é a maior criadora de empregos que existe, é a indústria
com maior potencial de multiplicação de empregos que existe”.

- PUB -

Afirma que o Instituto Politécnico de Setúbal está já “ultrapassadíssimo” e como solução garante que, como deputado, vai lutar para que seja construída uma universidade no concelho. “O que é que nós queremos trazer para Setúbal? Primeiro uma universidade a sério, nós temos um politécnico, mas muito limitado e está ultrapassadíssimo, nós precisamos de uma universidade. Nós temos o terreno, mas isto não pode ser uma coisa da minha vontade particular. A partir do momento em que eu tenho poder como deputado, aí sim, vou fazer as coisas acontecer”.

Para tudo isto querem contar com a ajuda da Câmara Municipal de Setúbal e com o Governo que sairá do escrutínio do próximo fim-de-semana, garantido que também essas entidades são grandes auxílios para baixar o preço das habitações. “Setúbal tem que crescer como cidade porque trazer as indústrias para cá tem que colocar as pessoas em algum lugar e não procuramos aumentar as rendas, pelo contrário, baixar as rendas e o custo da produção das habitações, e isso só se faz com a participação da câmara municipal e do Governo”.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -