23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Orfanato municipal celebra 105 anos com missa na Igreja de Nossa Senhora da Anunciada

Orfanato municipal celebra 105 anos com missa na Igreja de Nossa Senhora da Anunciada

Orfanato municipal celebra 105 anos com missa na Igreja de Nossa Senhora da Anunciada

Programa de comemorações começa pelas 9h30 e só termina ao fim da tarde com música na Casa da Baía

O Orfanato Municipal de Setúbal comemora a 18 de Maio o seu 105.º aniversário, e a festa é feita no domingo seguinte com um programa de celebrações. É a 19 de Maio (domingo) que vários serão os momentos de festejo, que passam pela Casa da Baía, o orfanato e a Igreja de Nossa Senhora Anunciada.

- PUB -

Uma concentração de ex-alunos no centro de convívio do orfanato é a primeira das actividades planeadas. O encontro está marcado para as 9h30 seguindo-se a já habitual “romagem” aos cemitérios da cidade para a deposição de flores nas campas dos directores e ex-alunos DR que já partiram. O aniversário prossegue com a “celebração dominical da missa”, na Igreja de Nossa Senhora Anunciada, que começa pelas 10h30 – onde os falecidos também vão ser lembrados.

Para as 13 horas está marcado um almoço de confraternização que, este ano, tem lugar na Casa da Baía – local onde eram as instalações do orfanato municipal. Servido no refeitório do espaço cultural – onde se situava o antigo refeitório da instituição – promete trazer aos antigos alunos “gratas recordações” de tempos antigos. O plano é que, após a refeição, o ponto de encontro volte a ser o centro de convívio para o corte do bolo de aniversário. O último momento do programa está marcado para as 16h30, de volta à Casa da Baía, especificamente na antiga cerca do orfanato, onde vai decorrer “um momento musical, dirigido pelo dedicado Luciano à música Popular Setubalense e seu Conjunto Típico”, explica a direcção em nota de Imprensa enviada a O SETUBALENSE.

O Orfanato Municipal Presidente Sidónio Pais de Setúbal, criado há precisamente 105 anos, “amparou e educou em Setúbal centenas de rapazes pobres arrancados à rua por homens de bem, que nos conturbados anos de 1918/19 [pandemia] comandavam os destinos da Câmara Municipal de Setúbal”. Descrito como uma associação “que o povo setubalense acarinhou e apoiou” recebeu, à data e durante a continuidade da sua actividade, vários donativos de pessoas individuais e outras instituições que ajudaram a construir o nome do espaço.

- PUB -

A nota lembra a época em que a febre espanhola era uma realidade que arrastou para a pobreza “famílias inteiras povoadas de filhos que ficavam totalmente desprotegidas depois da morte dos seus pais”, momento em que o orfanato foi crucial para acolher todos estes jovens. A instituição mostra-se por isso grata pelo “esforço colectivo” que permitiu que pelo orfanato passassem “cinco gerações de rapazes preparados para a vida”.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -