23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Município na rota positiva dos objectivos de desenvolvimento sustentável

Município na rota positiva dos objectivos de desenvolvimento sustentável

Município na rota positiva dos objectivos de desenvolvimento sustentável

Com 129 indicadores de referência, 10 projectos e cinco boas práticas colocam autarquia entre as melhores

 

O município de Setúbal está no bom caminho de boas práticas ambientais e desenvolvimento sustentável. Por essa razão a Plataforma ODSlocal, através de um levantamento que caracteriza regiões e municípios sobre a Agenda 2030 das Nações Unidas, identificou o concelho sadino como um dos melhores a nível de desempenho nos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

- PUB -

A cidade apresenta-se assim “no segundo patamar mais elevado do desempenho dos municípios portugueses para o cumprimento das metas dos ODS”, avança a nota de imprensa enviada à redacção de O SETUBALENSE.

Em termos numéricos Setúbal conta com “um valor médio situado entre os 55 e os 61 por cento, numa escala de êxito relativamente ao valores-meta já atingidos ou ultrapassados”.

Em consulta do site oficial do ODSlocal sabe-se que o município conta com 129 indicadores de referência na soma de todos os objectivos da agenda de sustentabilidade da ONU.

- PUB -

Ao nível do projectos implementados são 10 – são eles Mares Circulares, Kids Dive, Pacto de Autarcas para o Clima e Energia, The:Place, Re-food Setúbal, Jardim Multissensorial das Energias, À PESCA, Ofi cinas de Organização e Ação do Programa Nosso Bairro, Nossa Cidade, CLIMA.AML (Setúbal), QualAr.

A nível das boas práticas são cinco as causas identificadas – Guia de Boas Práticas, Plano de Mobilidade Sustentável e Transportes de Setúbal, Arrábida sem carros, Site dedicado ao ambiente e às alterações climáticas, Setúbal Com.posto.

Ambas as identificações são sinais positivos de que Setúbal está a fazer um trabalho relevante no que é o cumprimento das medidas da Agenda 2030.

- PUB -

O relatório, que “analisa o desempenho das regiões, sub-regiões e municípios de Portugal rumo às metas dos 17 ODS”, é realizado por elementos do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável, do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, do MARE da Universidade Nova de Lisboa e da start-up tecnológica 2adapt.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -