11 Maio 2024, Sábado

- PUB -
Jovem setubalense leva força feminina até São Tomé em acção de voluntariado

Jovem setubalense leva força feminina até São Tomé em acção de voluntariado

Jovem setubalense leva força feminina até São Tomé em acção de voluntariado

Experiência de Matilde Pinho no país africado foi partilhada em encontro do Rotary Club de Setúbal

 

A jovem Matilde Pinho “sempre foi audaz e defensora de causas comuns e humanitárias”. Assim a descreveram, com essa característica intrínseca a ressalvar-se, depois de ter feito, durante dois meses, voluntariado em São Tomé.

Consigo levou vivências e aprendizagens do mundo feminino, que partilhou com meninas e mulheres do país africano. A jovem de 21 anos, que sempre viveu em Setúbal, foi, com a SOMA (Surfistas Orgulhosas na Mulher de África) Surf, em Agosto e Setembro de 2022, levar “o empoderamento feminino e o combate da desigualdade de género” a São Tomé.

De acordo com Matilde Pinho, trata-se de um país onde o papel “activo da mulher na sociedade não é equiparado ao dos homens”, havendo uma “necessidade constante de reavivar a importância do ser feminino num mundo igualitário”.

A apresentação desta experiência foi feita esta quinta-feira, num jantar do Rotary Club de Setúbal, que contou com a presença do Bispo Emérito de São Tomé, D. Manuel António, e de sócios do clube e outros convidados.

O presidente do Rotary Club de Setúbal, Frederico Nascimento, felicitou a jovem sadina pela coragem e resiliência que teve, mas também o seu “extenso e rico currículo”, obtido com uma ainda considerada “tenra idade”.

A frequentar o último ano da licenciatura em Direito na NOVA School of Law, Matilde Pinho tem vivido o curso intensamente e tem intercalado o mesmo com muitas outras actividades em que está envolvida.

Questionada por O SETUBALENSE sobre qual o motivo que a leva a sentir a necessidade de contribuir para as causas humanitárias e de voluntariado, a setubalense confessou identificar-se com todos os valores da SOMA.

Além disso, diz ter conseguido ver, na primeira pessoa, “a felicidade, o agradecimento e o aproveitamento de todas as meninas, ao perceberem que tinham a oportunidade de desenvolver actividades e aprendizagens nunca vividas”, contribuindo, assim, para uma “evolução” progressiva do comportamento e da entrega das participantes.

A SOMA Surf é uma Organização não Governamental criada em 2021 por Francisca Sequeira, com o lema de que se “está a criar a nova geração de mulheres confiantes através da terapia do surf”.

O foco é o surf, mas a acção desta organização passa também pelo suporte académico, pela psicoeducação e pelo empoderamento, com o projecto a acontecer até Cabo Verde.

Rotary Club angaria fundos para mesas de ténis adaptadas

No encontro do Rotary Club Setúbal, onde a camaradagem e o companheirismo estiveram sempre presentes, além da partilha da experiência de Matilde Pinho, a solidariedade tomou outros contornos.

Com os olhos postos na valorização da inclusão no desporto, ocorreu igualmente uma angariação de fundos para a aquisição de duas mesas de ténis adaptadas a pessoas com necessidades especiais para a Academia de Ténis do Vitória Futebol Clube.

A terminar a reunião, o grupo de cantares alentejanos “Os Sessentões”, convidado a animar o serão, subiu a palco.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -