12 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Digital Skills 4 All chega ao Cinema Charlot para desmistificar tecnologia e educação

Digital Skills 4 All chega ao Cinema Charlot para desmistificar tecnologia e educação

Digital Skills 4 All chega ao Cinema Charlot para desmistificar tecnologia e educação

Painel de oradores, com docentes e eurodeputados, é ferramenta essencial para o debate

O Auditório Municipal – Cinema Charlot já tem lotação esgotada para receber, esta quarta-feira, a conferência Digital Skills 4 All (DS4A), promovida pela Associação Portuguesa para a Inovação e Empreendedorismo Social e Digital (AI9.PT). Vai ser um dia completo de painéis com oradores de excelência com o objectivo de mostrar como este meio se pode envolver com a educação.

- PUB -

Numa manhã e tarde, actividade certificada como acção de curta duração para professores pelo Centro de Formação de Santiago (CFOS), o público-alvo são “jovens, com média de idades nos 16 anos; estudantes do ensino secundário e os profissionais de educação do mesmo nível de ensino” como explica o site da AI9.

“Chamamos à conferência um conjunto de temáticas que está a marcar os tempos e, dentro do digital, temos aqui várias temáticas, as temáticas mais da cidadania – seja portuguesa, europeia, na várias perspectivas, para termos um painel sobre isso com diversos intervenientes, nomeadamente eurodeputados”, explica a O SETUBALENSE António Canhão, vice-presidente da AI9.PT.

A conferência contribui para o desenvolvimento do projecto DS4A que espera desenvolver três diferentes produtos: uma plataforma de ensino “com recurso à gamificação” para explorar as áreas do Digital, da Língua Inglesa e a História e Cultura da Europa; um MOOC para professores; e, um e-book para alunos.

- PUB -

“É um projecto de parceiros em que cada um dá o seu contributo nas diferentes áreas, os parceiros que nós temos estão muito ligados às áreas de educação e também ao digital. Os produtos são construídos todos em conjunto. A questão da plataforma e do módulo de História, tem que ver com a história e cultura destes países envolvidos (Bélgica, Itália e Espanha)”, adianta Rita Castela, coordenadora de projectos da AI9.PT.

A intervir em três territórios distintos – Lisboa e Vale do Tejo, no Alentejo e Algarve – é na região que a associação tem vindo a desenvolver várias iniciativas. “Na vertente social em que nós intervimos fortemente também com os territórios de Almada, da Moita e na Península de Setúbal, mas como o próprio nome indica nós pretendemos ser uma associação nacional”, explica Tiago Oliveira, presidente da direcção.

Entre a Educação e a Empregabilidade as competências digitais são a chave entre estas duas matérias. Apesar da temática da inteligência artificial o presidente deseja que, no final da sessão, os espectadores possam ver respondidas uma série de questões. “O impacto que as competências digitais têm na vida de cada um de nós, alguns fecham os olhos relativamente a isso, outros nem por isso. Gostava mesmo que as pessoas saíssem da conferência sensibilizadas e com respostas às suas perguntas, daquilo que são as competências digitais nas mais diversas áreas. A inteligência artificial domina nos últimos tempos, mas não podemos pensar na ameaça da inteligência artificial. Não podemos ter medo de ter as ferramentas certas e as competências certas para poder dar resposta a estas áreas da sociedade todas que vão ser debatidas na conferência”.

- PUB -

Oradores de excelência preenchem painéis

Entre as 9 e as 9h30 começa o período de acreditação que antecede a sessão de abertura e a apresentação do DS4A, momento que contará com as intervenções de Tiago Oliveira, da AI9. PT, Carla Guerreiro, vice-presidente da Câmara Municipal de Setúbal, e, o secretário de Estado da Educação Alexandre Homem Cristo.

Pelas 09h45 começa o primeiro painel a cargo de Guy Levi, perito em Learning Innovation, que tem o nome de “Learning Digital Skills in the era of A.I”. Inicia-se depois (10 horas) outro painel denominado “Competências Digitais na Sociedade e na Europa” a cargo de Luísa Ribeiro Lopes, Incode.2030 e presidente do .PT, Teresa Almeida, do Lisboa 2030, Carlos Zorrinho, deputado ao Parlamento Europeu, e, Catarina Marcelino, vice-presidente do Instituto de Segurança Social.

Depois de uma pausa para café (entre as 11 e as 11h30) começa a rubrica “Competências Digitais na Economia e Emprego” com Luís Ribeiro, do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), Maria Mendonça, da Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo (ADRAL), Luísa Carvalho do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), Fernando José, subdiretor-geral da Direcção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT), e, João Gabriel Ribeiro, co-fundador e director da Revista Shifter.

A manhã termina com um debate (das 12h30 às 13 horas) e com uma hora de almoço livre, que vai até às 14 horas.

Durante a tarde os painéis voltam pelas 14 horas com “Mesas Redondas Digital Skills 4 All”, ao que se segue uma key-note sobre “Competências Digitais na Educação” com Dalila Durães, professora e investigadora da Universidade do Minho. Por fim as “Competências Digitais na Educação” são discutidas por Neuza Pedro, da Universidade Lisboa, João Couvaneiro, da Egas Moniz (School of Health and Science), João Mouro, da Nova School of Business and Economics, e, Eduarda Ferreira, embaixadora digital do CFOS.

A sessão de encerramento está a cargo de António Canhão, da AI9.PT e de um representante da Agência Nacional Erasmus.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -