23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Detido por matar com droga da violação conta que roubou cinco homens da mesma forma

Detido por matar com droga da violação conta que roubou cinco homens da mesma forma

Detido por matar com droga da violação conta que roubou cinco homens da mesma forma

Polícia Judiciária de Setúbal vai agora apurar a veracidade das alegações do suspeito

 

O homem de 27 anos que foi detido pela PJ por matar o amante de 32 com droga da violação, em Setúbal, quer convencer a investigação que não queria matar, mas sim roubar. Para tal, contou que fez o mesmo a outros cinco homens: atraiu-os para sua casa, junto do Porto de Setúbal, e drogou-os para os roubar, mas estes, ao contrário da vítima mortal, acordaram sem saber o que lhes tinha acontecido, um dos efeitos do estupefaciente em questão.

- PUB -

O suspeito foi detido esta quarta-feira após o corpo da vítima que ‘dopou’ com o forte anestesiante ter sido encontrado nas escadas do prédio da sua casa, para onde a atraiu para um encontro sexual.

A Polícia Judiciária de Setúbal vai agora apurar a veracidade das alegações do suspeito, que vai ser presente a tribunal esta sexta-feira indiciado não pelo crime de homicídio, mas por roubo agravado pela morte da vítima.

A PJ vai tentar, junto da PSP, averiguar a existência de queixas de roubo praticados com a utilização da droga da violação e em que o suspeito seja identificado. No caso de não ter sido apresentada queixa, a PJ vai tentar chegar às vítimas, que o suspeito aponta, para tentar perceber se é mesmo verdade.

- PUB -

O crime aconteceu na manhã de quarta feira, Dia dos Namorados. Atraída a casa do suspeito, a vítima foi ameaçada para fornecer os códigos dos cartões bancários, o que acabou por aceder. Com os códigos, o agressor conseguiu levantar centenas de euros com o cartão da vítima e realizar pagamentos online de vários bens.

O plano do agressor passava por a vítima acordar mais tarde sem saber o que lhe tinha acontecido, mas esta esta não aguentou a dose administrada por problemas de saúde que já tinha e que não seriam do conhecimento do suspeito.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -