1 Julho 2024, Segunda-feira

- PUB -
André Martins garante que Câmara de Setúbal tudo fará para preservar a Pedra Furada

André Martins garante que Câmara de Setúbal tudo fará para preservar a Pedra Furada

André Martins garante que Câmara de Setúbal tudo fará para preservar a Pedra Furada

O catedrático Galopim de Carvalho defende que é preciso estudar muito mais sobre este geomonumento classificado

 

A Pedra Furada, um geomonumento classificado como bem de interesse público localizado junto da Estação Ferroviária de Setúbal-Mar, na Estrada da Graça, volta a estar no foco das atenções da Câmara de Setúbal que afirma manter “todo interesse em continuar a preservar [esta formação rochosa] e a fazer o que estiver ao seu alcance para que seja, de facto, um ponto de referência da cidade”.

- PUB -

A garantia foi dada pelo presidente da Câmara Municipal, André Martins, durante uma palestra científica que contou com a presença do professor e geólogo Galopim de Carvalho, que transmitiu a alunos do 3.º ciclo do ensino secundário, professores e outros munícipes o interesse deste monumento de características únicas.

Na palestra que decorreu no Cinema Charlot – Auditório Municipal, com o tema “Geodiversidade e Geoconservação”, o professor catedrático jubilado, de 90 anos, reconhecido como grande impulsionador do interesse do público português pela temática dos dinossauros, apontou que a formação rochosa Pedra Furada tem características únicas e peculiares, sobre a qual “ainda não se sabe muita coisa relativamente à sua origem, e que é preciso estudar”.

Adiantou ainda o antigo director do Museu Mineralógico e Geológico da Faculdade de Ciências de Lisboa e do Museu Nacional de História Natural, que o conhecimento que se tem sobre o geomonumento setubalense, é que tem dois a quatro milhões de anos, e que se trata de um rochedo de arenito ferruginoso atravessado por vários tubos verticais ocos, preenchidos por areia solta e clara.

- PUB -

Os cerca de 120 alunos das escolas secundárias D. Manuel Martins, Lima de Freitas, du Bocage e Sebastião da Gama, da Escola Básica Barbosa du Bocage e da Escola Profissional de Setúbal, presentes na sala, ouvirem André Martins afirmar o interesse da autarquia em preservar a Pedra Furada, a qual “muito deve ao professor Galopim de Carvalho. Foi ele que, na década de noventa, se mexeu e fez com que os poderes locais se mexessem também para evitar que a Pedra Furada fosse engolida por uma envolvente urbana que a iria anular”.

O convite da Câmara de Setúbal ao professor Galopim de Carvalho para conduzir a palestra sobre a Pedra Furada veio na sequência das atenções do executivo municipal sobre este geomonumento, depois de mais uma visita ao concelho no âmbito do projecto de participação cidadã “Ouvir a População, Construir o Futuro”, onde foi identificada a necessidade de se valorizar o local.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -