20 Maio 2024, Segunda-feira

- PUB -
Acção debate desafios e responsabilidades no cuidados de saúde aos utentes

Acção debate desafios e responsabilidades no cuidados de saúde aos utentes

Acção debate desafios e responsabilidades no cuidados de saúde aos utentes

Centro Hospitalar de Setúbal promoveu debate “Todos pela Segurança do Doente”

 

“O paciente, a pessoa humana, deve ter a centralidade da intervenção na prestação de cuidados de saúde”, palavras de Pedro Pina, vereador com o pelouro da Saúde na Câmara Municipal de Setúbal, que marcou presença na conferência “Todos pela Segurança do Doente”.

- PUB -

No encontro promovido pelo Centro Hospitalar de Setúbal falou sobre a segurança dos utentes e referiu que a autarquia sadina “será, sempre que possível, um parceiro permanente para o cumprimento deste desígnio”.

Também na óptica de “aumentar a consciencialização global sobre a necessidade de envolvimento activo dos pacientes e das famílias e cuidadores”. “Os desafios que hoje se colocam a uma autarquia são bem distantes daquilo que era a matéria de interesse e das responsabilidades há alguns anos”.

Por essa razão o autarca considerou que “exige um grau de responsabilidade e de permanente atenção àquilo que são os fenómenos de prestação dos cuidados de saúde”. Presente na sessão esteve também Pedro Baptista Lopes, presidente do Conselho de Administração Centro Hospitalar de Setúbal, falou no papel do utente “na sua função de autocuidador e participativa do processo assistencial”, um processo que só mais tarde envolve “o Serviço Nacional de Saúde e a própria comunidade”.

- PUB -

Sobre o Plano Nacional da Segurança do Doente 2021-2026 o Pedro Baptista Lopes falou em “revisão estrutural”. “Nesta senda, estamos num processo de revisão estrutural da prestação de cuidados de saúde em que grande parte do país fi cará integrado em unidades locais de saúde. Este modelo organizativo pode ajudar a acautelar as várias acções do
ciclo da vida dos utentes”.

A acção “Todos pela Segurança do Doente” contou ainda com intervenções do provedor da pessoa doente da Liga dos Amigos do Hospital de São Bernardo, José Poças, médico, e, Aurora Pinto, clínica e coordenadora do debate.

Em dois momentos distintos, um intitulado como “Dar + Voz ao Doente”, foi possível ouvir em primeira pessoa três pacientes “que explanaram sobre o seu envolvimento em matéria de segurança em cuidados de saúde”, explica nota de imprensa da autarquia enviada à redacção de O SETUBALENSE.

- PUB -

Foram também apresentadas as linhas gerais do Plano de Segurança do Doente do Centro Hospitalar de Setúbal.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -