14 Abril 2024, Domingo
- PUB -
InícioLocalSetúbalReabilitação do Convento de Jesus é “extraordinária” e revela “o que de...

Reabilitação do Convento de Jesus é “extraordinária” e revela “o que de melhor se pode fazer aos fundos europeus”

Ministros da Cultura e da Coesão Territorial visitaram a ‘jóia manuelina’ e destacaram obra conduzida pela Câmara Municipal

 

- PUB -

O ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, diz considerar “extraordinária” a reabilitação do Convento de Jesus, enquanto a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, durante a visita realizada à ‘jóia manuelina’ na quinta-feira, referiu que a obra, que se encontra na fase final, “revela o que de melhor se pode fazer aos fundos europeus”.

Depois de ter ficado a conhecer o ‘novo’ Convento de Jesus, acompanhado de Ana Abrunhosa e também da secretária de Estado da Cultura, Isabel Cordeiro, o ministro da Cultura garantiu ter ficado “francamente impressionado”.

“Isto é extraordinário e com a curiosidade de poder estar cá com a obra a terminar. Corresponde àquilo que deve ser uma intervenção num espaço desta natureza porque preserva a identidade, mas também tem o lado moderno e actual”, explicou.

- PUB -

Para Pedro Adão e Silva, e apesar de conhecer o espaço, mas de não o visitar “há muitos anos”, a obra conduzida pela autarquia sadina deixou-o “impressionado”, representando “um investimento de perto de nove milhões de euros, que é muito significativo e que vai devolver a Setúbal e ao País este monumento impressionante”.

Já a ministra da Coesão Territorial, depois de ouvir Pedro Pina, vereador da Cultura na Câmara de Setúbal, e Carrilho da Graça, arquitecto responsável pelo projecto, a explicarem os trabalhos realizados no Convento de Jesus nas três fases da empreitada, sublinhou que a obra “revela o que de melhor se pode fazer aos fundos europeus”.

Isto tendo em conta que a reabilitação do monumento nacional, promovida pela Câmara de Setúbal, é co-financiada por fundos comunitários resultantes de candidaturas aprovadas pelo Lisboa 2020 – Programa Operacional Regional de Lisboa.

- PUB -

“Temos uma autarquia que, por sua iniciativa, com o apoio da CCDR [Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional] de Lisboa e Vale do Tejo e da Direcção-Geral do Património Cultural, aproveitou uma oportunidade para recuperar o espaço de história mais importante que tem no seu território”, destacou Ana Abrunhosa.

Com a visita, a governante conheceu os espaços já reabilitados, como a Igreja de Jesus, assim como passou pelas áreas que se encontram a ser intervencionadas, nas alas norte e nascente do Convento de Jesus.

No fim da visita, Ana Abrunhosa enalteceu o facto de a empreitada ter resolvido “problemas gravíssimos, como era o caso das infiltrações”. As intervenções permitiram, então, preservar “um elemento de cultura, que é também um elemento de coesão social e territorial”, frisou.

Preservação do monumento deixa governantes orgulhosos

Enquanto isso, a secretária de Estado da Cultura realçou que a intervenção “permite que o maravilhoso património móvel, com os tesouros nacionais, possa ser visto, conhecido, investigado e comunicado a quem mora e a quem visita Setúbal de uma forma e em condições completamente diferentes do que era há 12 ou 15 anos”.

“Isso traz uma mais-valia extraordinária e um sentimento de preservação e uma consciência para a importância da salvaguarda do património. Isso obviamente enche-nos a todos de imenso orgulho”, sublinhou Isabel Cordeiro.

Concluída a visita ao Convento de Jesus, realizada no âmbito da iniciativa “Governo + Próximo”, o vereador Pedro Pina explicou que “é sempre importante que os governantes visitem uma intervenção que teve da parte da Câmara Municipal uma determinada acção para ser possível devolver à cidade, ao País e ao mundo este monumento”.

“É um monumento de um valor patrimonial inigualável em toda a região e é relevante que o ministro da Cultura e a ministra da Coesão Territorial com responsabilidade dos fundos, que foram uma parte relevante para este investimento, dêem valor à intervenção e ao papel que a Câmara Municipal teve para que esta obra esteja numa fase muito adiantada para ser devolvida na sua íntegra já durante o ano de 2023”, destacou.

O monumento encontra-se actualmente a receber a empreitada “Museu de Setúbal – Recuperação do Convento de Jesus – Alas Norte e Nascente”, que representa a terceira a última fase das obras e que foi adjudicada por perto de 2,3 milhões de euros à empresa Alexandre Barbosa Borges.

A referida intervenção, promovida pela Câmara de Setúbal, que “assumiu uma responsabilidade da administração central”, centra-se na realização de trabalhos “no interior das salas expositivas, localizadas nas alas norte e nascente e que incluem os projectos de conservação e restauro, museografia e de iluminação museológica”.

Na sua visita à cidade de Setúbal, o ministro da Cultura ficou ainda a conhecer a Casa das Imagens Lauro António – Biblioteca, Mediateca e Arquivo, “espaço criado pela Câmara Municipal que resulta de uma doação do cineasta e crítico de cinema português de perto de 50 mil peças relacionadas com cinematografia”.

O governante, que se mostrou impressionado com o espaço cultural, salientou que “a preservação da memória é uma das responsabilidades com aquilo que tem a ver com a política cultural e é muito interessante construir esta abertura em torno da memória e em torno do cinema e de um cineasta e crítico português”.

Ambiente Secretário de Estado destaca “projecto inovador” do Parque Urbano da Várzea

O secretário de Estado do Ambiente, Hugo Pires, esteve na quarta-feira no Parque Urbano da Várzea, também no âmbito da iniciativa “Governo + Próximo”, em visita durante a qual classificou como “um projecto inovador” o trabalho a ser desenvolvido no local pela Câmara de Setúbal, que passa pela criação “de uma área natural de lazer”.

Acompanhado do presidente da autarquia, André Martins, e de Rita Carvalho, vereadora do Urbanismo, o governante congratulou o município sadino, depois de ver que “há uma preocupação grande em tornar este concelho muito mais sustentável”.

No Parque Urbano da Várzea, a autarquia pretende criar “um espaço multiusos com uma bacia de retenção de águas que evita as inundações que noutros tempos se verificaram na cidade e, ao mesmo tempo, com um parque verde para usufruto e lazer da população e para preservação da biodiversidade”, destacou o secretário de Estado do Ambiente.

- PUB -

Mais populares

José Mourinho: “Dá-me prazer que as pessoas conheçam as minhas origens”

Técnico sadino em Setúbal para gravar com a Adidas e “mostrar ao mundo” a cidade onde nasceu e cresceu

Sobrevivente de naufrágio chamou por vítimas agarrado a boia

Buscas por desaparecidos em naufrágio em Troia alargadas amanhã

Passeio de barco termina em tragédia com duas mortes confirmadas e dois desaparecidos

Corpos de menino de 13 anos e de um adulto foram resgatados ontem. Dois outros adultos continuam desaparecidos
- PUB -