7 Dezembro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalParticipação e entreajuda dos moradores do Bairro das Manteigadas faz nascer “Escolinha”

Participação e entreajuda dos moradores do Bairro das Manteigadas faz nascer “Escolinha”

Para Carlos Rabaçal, vereador do município, espaço será “impulsionador de melhores condições para todos”

 

- PUB -

O Bairro das Manteigadas inaugurou na tarde de sábado o seu espaço, no âmbito do programa municipal “Nosso Bairro, Nossa Cidade”. Na “Escolinha”, nome escolhido pelos moradores para este que será a partir de agora o seu ponto de encontro, já estão a funcionar actividades como o estudo acompanhado, a medição da tensão arterial e a alfabetização.

“Além das actividades que já estão a funcionar no espaço, importa lembrar outras que se têm vindo a desenvolver no âmbito do programa municipal, como as Férias no Bairro, os passeios e as reuniões que realizamos, enquanto comissão, bairro e moradores”, diz Elisa Correia, moradora nas Manteigadas, em representação da Comissão Organizadora da “Escolinha”.

Em seguida, agradeceu o apoio da Câmara Municipal de Setúbal, da Junta de Freguesia de São Sebastião e de “todos os parceiros, amigos e vizinhos”, afirmando que “este espaço é de todos e para todos”.

- PUB -

Da mesma opinião é Carlos Rabaçal, vereador da Câmara Municipal de Setúbal, que no momento inaugural frisou que “isto já é futuro, um futuro que muitos julgavam não ser alcançável e já foi alcançado, com um significado profundo, humano, colectivo, poderoso no que de melhor têm as pessoas e está a vir ao de cima todos os dias apesar das dificuldades”.

“Temos agora outros futuros para alcançar, construídos pelas pessoas, com o apoio das instituições e de pessoas beneméritas que trabalham connosco”, sublinhou. Esta obra é, nas suas palavras, “uma casa de todos para todos, para todas as idades, culturas, etnias e religiões, um espaço fantástico e possível porque os moradores insistiram”.

“Numa cooperação entre a Câmara Municipal e a Junta de Freguesia com o programa Bairros Saudáveis tivemos capacidade de investimento para o fazer e esta intervenção, tão bonita, é aquela que queremos dentro de casa de cada morador, com qualidade e condições de vida, habitabilidade e conforto para todos”.

- PUB -

O autarca, que acredita que este espaço será “impulsionador da criação de melhores condições para que todos tenham uma vida mais digna”, deixou ainda o apelo para que “a requalificação seja preservada”.

“E que todos juntos tratemos de garantir a preservação de todo o bairro. Cada pessoa que cuide do bairro está a cuidar de si própria”. Para Nuno Costa, presidente da Junta de São Sebastião, “nestes últimos anos têm-se vivido tempos muito entusiasmantes do ponto de vista da participação das pessoas na construção do seu futuro”.

“Devíamos estar, enquanto sociedade, inteiramente gratos por esta perspectiva de trabalharmos juntos na melhoria das condições de vida de todos”. No seu entender, “no final do dia é isso que se quer”.

“Que possamos olhar para estes espaços e territórios como nossos e dos quais devemos cuidar porque somos nós que usamos, do ponto de vista material e imaterial”. Esta forma de trabalhar conjunta e organizadamente tem, na sua perspectiva, “ajudado a resolver e a alterar tantas coisas, sobretudo o estigma que havia sobre estes territórios”.

“Hoje dizemos orgulhosamente que vivemos nestes bairros” e tal deve-se “aos moradores que empenhadamente decidiram tratar das suas vidas, do seu futuro”. “Há muito por fazer, naturalmente, mas há também um caminho longo já percorrido que é preciso valorizar. Muitas vezes não é fácil, é um caminho das pedras, mas juntos conseguimos de facto percorrê-lo e ter um futuro muito melhor”.

Depois do descerrar da placa inaugurativa e do almoço convívio, ao som do funaná com Filomena Cabral, houve ainda lugar para as apresentações do projecto “Ópera no meu bairro” e de excertos da “Ópera Carmen” e para as actuações do Atelier de Ópera de Setúbal, da Associação Setúbal Voz, música cigana com António Baroa, dança com o grupo de jovens do Forte da Bela Vista e fado com Susana Martins e Inês Pereira.

Habitação 65 milhões de euros para requalificar bairros da cidade

Na sua intervenção, o vereador Carlos Rabaçal falou ainda das obras que se encontram a decorrer no Bairro das Manteigadas. “Já foi à reunião de câmara a decisão sobre o interior das casas e creio que o trabalho profundo feito pelos nossos técnicos de explicar o projecto aos moradores é uma coisa absolutamente única, assim como o apoio e os contributos dados pelas pessoas para que o projecto dos arquitectos ficasse melhor”.

Além das Manteigadas, “um investimento de oito milhões e 600 mil para 114 habitações”, anunciou ainda que o município vai “prosseguir com a reabilitação de todos os bairros”. “Já temos financiamento garantido para reabilitar quatro bairros. Depois das Manteigadas, seguimos para o Forte da Bela Vista, Alameda e Bela Vista. No conjunto são 65 milhões, que vamos aplicar da melhor maneira possível, em conforto e bem-estar para as pessoas”.

Segue-se Quinta de Santo António, Bairro Afonso Costa e Bairro 25 de Abril, num “processo em andamento” que inclui também a Quinta da Parvoíce.

“Estamos a retirar as pessoas de lá e a alojá-las bem, em espaços alugados onde ficarão transitoriamente até chegarem às suas novas habitações, que vamos construir a partir do fim de 2023 e início de 2024, num total de 500 fogos, entre a Bela Vista e o próprio espaço da Quinta da Parvoíce”, informou.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Militares da GNR raptados e agredidos na Costa da Caparica

Uma das vítimas sofreu ferimentos graves e está internada no Hospital Garcia de Orta. A PJ de Setúbal foi accionada e está a investigar o caso

Homem morre em confrontos num café na Avenida Bento de Jesus Caraça

Causa da morte não é clara. PJ está a investigar

Nova clínica da rede CUF abriu hoje portas no Montijo

Equipamento, construído de raiz, ocupa mais de 1 500 metros quadrados. Dá resposta a várias especialidades médicas e cirúrgicas
- PUB -