6 Outubro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalCâmara de Setúbal começa a ouvir população sobre os transportes esta sexta-feira

Câmara de Setúbal começa a ouvir população sobre os transportes esta sexta-feira

Encontros decorrem nas cinco freguesias, nos quais os munícipes podem descrever funcionamento do serviço

 

- PUB -

A Câmara Municipal de Setúbal começa esta sexta-feira a ouvir a população sobre o serviço de transporte rodoviário no concelho, assegurado há três meses pela operadora Alsa Todi.

Os encontros, organizados com o objectivo de os munícipes descreverem o funcionamento dos transportes, arrancam na freguesia de Gâmbia, Pontes e Alto da Guerra, com a reunião a acontecer pelas 20h30 na Cooperativa de Habitação e Construção Económica Força de Todos.

Já no próximo domingo, 25, vão ser ouvidos os munícipes da freguesia do Sado, em data e local a definir. Para o dia seguinte, 26, está prevista uma reunião na União das Freguesias de Azeitão, também em hora e espaço ainda a anunciar.

- PUB -

É no Cinema Charlot – Auditório Municipal que a autarquia sadina vai encontrar-se com os cidadãos da União das Freguesias de Setúbal interessados em participar, em momento a acontecer terça-feira, 27, pelas 21 horas.

Para o dia 29, quinta-feira, está prevista a realização de uma reunião na freguesia do Sado, com o local e a hora ainda a não serem conhecidos. Os encontros surgem depois de os presidentes da Câmara Municipal e das cinco juntas de freguesia do concelho entregarem a Juan Gomez, director-geral da Alsa Todi, e a Fernando Esteves, administrador da empresa, uma carta reivindicativa.

“Estamos a tomar medidas, no sentido em que não há mais tempo a perder e não há mais condescendia neste tipo de relação com esta operadora”, disse André Martins, presidente da edilidade, depois de estar reunido com a administração da empresa.

- PUB -

Para tal, foi exigido à Alsa Todi que até à passada sexta-feira teria de informar as autarquias “sobre as linhas e o funcionamento dos autocarros nos horários”. Terminado o prazo, o município apenas avança que as respostas obtidas por parte da operadora vão ser divulgadas nas reuniões a realizar com a população.

Inicialmente estava prevista a realização de uma reunião única, mas a edilidade tomou a decisão de organizar cinco encontros para abranger o maior número de pessoas interessadas em participar.

PS pede audição urgente dos responsáveis da TML

O “caos nos transportes em Setúbal” levou a bancada do Partido Socialista (PS) a pedir a audição urgente dos responsáveis da Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML), “com vista a prestar os devidos esclarecimentos sobre os problemas e efeitos lesivos que a implementação da Carris Metropolitana tem tido sobre os setubalenses e azeitonenses”.

Em comunicado, a Comissão Política Concelhia de Setúbal do PS explica ter sido entregue, na reunião da Assembleia Municipal de Setúbal de segunda-feira, “um requerimento para uma audição, urgente, ao primeiro-secretário da Comissão Executiva Metropolitana de Lisboa, assim como ao presidente do conselho de administração da TML”.

“Perante os graves e inaceitáveis incumprimentos da nova concessão de transportes públicos rodoviários, que continua há três meses sem melhorias e que colocam em causa o serviço no concelho, não resta outra alternativa que chamar às responsabilidades e ao escrutínio directo dos eleitos locais os representantes da CEML e da TML”.

Para o Partido Socialista, “é evidente que o problema é demasiado grave e atingiu uma dimensão que já não se resolve com moções, nem com cartas de reivindicações”.

“Não obstante, reforçamos a ideia do conceito aprovado por todos os concelhos da AML: ser de vital importância para o município e a mobilidade de toda uma região e preconizar uma verdadeira revolução na forma como nos deslocamos e vivemos”.

Depois de garantir que “irá até às últimas instâncias”, a bancada socialista diz, a terminar, que “fará tudo o que estiver ao seu alcance para que o problema dos transportes seja resolvido”.

Pretendem igualmente que “seja cumprido pela TML o contrato de concessão assinado com o município de Setúbal, salvaguardando assim o superior interesse dos setubalenses e azeitonenses”.

O serviço da Carris Metropolitana é garantido na área 4 – que engloba os concelhos de Alcochete, Moita, Montijo, Palmela e Setúbal – pela operadora Alsa Todi desde o passado dia 1 de Junho.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Primeira pedra de construção de empreendimento à beira-rio lançada no município do Barreiro

Novo espaço habitacional pretende atrair famílias locais e jovens a um preço razoável   O lançamento da primeira pedra de construção do novo empreendimento que vai nascer...

Acidente de trabalho com um reboque faz um morto e um ferido

Vitimas estavam a trabalhar debaixo da estrutura que lhes caiu em cima

Polícia Judiciária detém homem em Setúbal suspeito de dezenas de crimes de pedofilia

Suspeito aproveitou-se do facto de coabitar com a jovem de 17 anos para a sujeitar a abusos sexuais, que terão tido início quando a vítima tinha 12 anos
- PUB -