2 Outubro 2022, Domingo
- PUB -
InícioLocalSetúbalAISET vai debater falta de mão-de-obra na Península de Setúbal

AISET vai debater falta de mão-de-obra na Península de Setúbal

Encontro no Seixal tem previstas participações da ministra do Trabalho e de representantes de empresas, academia, organismos públicos e especialistas

 

- PUB -

Perceber as razões e encontrar soluções para a falta de mão-de-obra, sobretudo qualificada, no sector industrial é o principal objectivo do “Meeting de Capital Humano” que a Associação da Indústria da Península de Setúbal (AISET) vai promover no próximo dia 27, no auditório da Câmara Municipal do Seixal.

O encontro tem previstas, entre outras, as participações do secretário de Estado Adjunto do Trabalho, Miguel Fontes, na sessão de abertura (9h30), e da ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho, no encerramento (17h30). De permeio, vão ser debatidas cinco temáticas – “Atractividade e Competitividade do Território”; “Captar a Reter Talento”; “Necessidades de mão-de obra na indústria”; “Capacitar jovens para a indústria”; e “Reconversão e Recrutamento de mão-de-obra para indústria do futuro”.

“Será um encontro técnico, uma jornada de trabalho para reflexão. Queremos reflectir fora do quotidiano das empresas sobre as condicionantes do mercado de trabalho na Península de Setúbal. Perceber e o que fazer para mitigar a escassez de mão-de-obra para a indústria”, revela Nuno Maia, director-geral da AISET. Para o responsável, a falta de recursos humanos no sector encontra desde logo uma explicação: “O ritmo de aposentações é muito superior ao número das pessoas que estão a chegar ao mercado de trabalho”. E este, considera, “é também um problema estrutural demográfico, de adequação do sistema à oferta de trabalho existente”.

- PUB -

Actualmente, são várias as áreas da indústria com défice de mão-de-obra e Nuno Maia até dá exemplos: “Faltam profissionais qualificados para os ramos de soldadura, manutenção industrial, robótica, operação de máquinas, programação, motoristas de pesados, entre outros”.

A AISET prevê juntar no encontro representantes de empresas – Hovione, Siemens, Autoeuropa, entre outras –, do ensino e formação profissional (IPS, EPM e ATEC), além de elementos de vários organismos da tutela e de especialistas em recursos humanos.

Programa

Local: Auditório Municipal da C.M. Seixal, 27 Setembro, terça-feira

- PUB -

Abertura: 09h30  – 10h00

  • AISET – Director-geral, Nuno Maia
  • Presidente da Câmara do Seixal
  • CIP – vice-presidente, Armindo Monteiro
  • Secretário de Estado Adjunto do Trabalho, Miguel Fontes *

Tema 1 – Atractividade e Competitividade do Território – 10h15-11h30

  • Presidente Câmara de Fundão, Paulo Fernandes
  • CCDR Lisboa e Vale do Tejo, Teresa Almeida *

Coffee break – 11h30 – 11h45

Tema 2 – Captar a Reter Talento – Debate – 11h45-13h00

  • Egon Zehnder, Paulo Simões
  • Psicólogo RH, Artur Queirós
  • Diretora de RH Hovione, Ana Cristina Guimarães
  • Moderação – Cristina Barros, directora do IIRH

13:00 – 14:30 – Almoço

Tema 3 – Necessidades de mão-de-obra na Indústria – Debate – 14h30-15h30

  • Intervenção industria química – SGL Carbon, André Pereira
  • Intervenção Indústria eletrónica – Siemens, Nelson Faria
  • Intervenção Indústria automóvel – Autoeuropa, Dieter Neuhauser

Tema 4 – Capacitar jovens para a indústria – 15h30-16h30

  • ATEC – director João Costa
  • Ex-director Escola Profissional do Montijo, João Martins
  • Associação Business Roundtable Portugal – Vera Ramos *
  • IPS – presidente, Ângela Lemos

Tema 5 – Reconversão e Recrutamento de mão-de-obra para indústria do futuro – 16h30-17h30

  • APESPE RH – Afonso Carvalho
  • IEFP – Delegada Regional de Lisboa e Vale do Tejo *
  • APG – Vice- Presidente – Elsa Carvalho

Encerramento – 17h30

  • AISET – Conselho de Fundadores
  • Ordem dos Economistas – Bastonário António Mendonça *
  • Ministra do Trabalho – Ana Mendes Godinho *

* A confirmar

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Alsa Todi não verá mais um cêntimo de Palmela se não cumprir o contrato

Município está indisponível para continuar a financiar o sistema e reclama à TML a aplicação de penalidades à operadora

Bombeira grávida de sete meses diz-se ‘injustamente dispensada’ de serviço

Autoridade para as Condições do Trabalho esteve no quartel da associação
- PUB -