20 Abril 2024, Sábado
- PUB -
InícioLocalSetúbalUNISETI lança livro escrito em confinamento por alunos e professores

UNISETI lança livro escrito em confinamento por alunos e professores

Obra apresenta testemunhos de vivências em isolamento. Vai ser lançada no próximo dia 29 nos Paços do Concelho

“Dias Entreabertos – Diário Breve dos Primeiros Meses da Pandemia” é o título do livro que a Universidade Sénior de Setúbal (UNISETI) vai lançar no próximo dia 29, pelas 15 horas, no salão nobre dos Paços do Concelho.

- PUB -

A obra, composta por textos de vários alunos e professores da UNISETI e ilustrações da artista Ivone Ralha, nasceu de uma oportunidade gerada pelo confinamento provocado pela pandemia de covid-19.

“A UNISETI viu-se compelida a encerrar as aulas presenciais, mas não se encerrou à vida. Simultaneamente preparou-se para intensificar, a partir dos meios digitais, a prática educativa à distância. É aí que surge o convite para participarem activamente num diário: bastava enviarem um ou dois parágrafos de dois em dois dias sobre aquela experiência inédita e solitária de vida confinada. Mais tarde, poderia constituir, porventura, um importante relato vivencial daquele período de constrangimento”, lembra Arlindo Mota, presidente da UNISETI.

A participação de todos os que quiseram aderir à experiência, adianta o responsável, foi divulgada em plataforma digital. “Foi assim que o blogue que acolhia a participação de quantos quisessem transmitir a sua experiência constituiu, de Março a Julho de 2020, um importante instrumento comunicacional, escrito por mais de duas dezenas de colaboradores (entre alunos e professores), e que acabou por durar todo o resto do ano lectivo (de Março a Julho) pois as perspectivas mais optimistas não se verificaram”, faz notar.

- PUB -

Nascia assim a obra “Dias Entreabertos – Diário Breve dos Primeiros Meses da Pandemia”. “Um livro singular, de profundo significado humano, e que decerto vai perdurar enquanto testemunho da perplexidade e angústia que nos assolou”, considera Arlindo Mota.

“É, pelas circunstâncias, um livro para a história, e onde Setúbal aparece retratada sob o manto discreto da imprevisibilidade e receio. Sim, entre linhas, o medo está presente e algumas das notícias são a assinatura da sua presença”, reforça, a finalizar.

- PUB -

Mais populares

Cravo humano ‘nasce’ no areal da Praia de Albarquel

Cerca de quatro centenas de trabalhadores da autarquia juntaram-se após uma caminhada de três quilómetros

Cadáver em “avançado estado de decomposição” encontrado na zona da Comporta

Capitão do Porto de Setúbal invocou o segredo de justiça para não avançar pormenores sobre a ocorrência

Peixes e tartarugas mortos recolhidos do lago do Parque da Algodeia

Aumento das temperaturas e exposição solar pode ter alterado qualidade da água. Amostras recolhidas vão ser analisadas em laboratório
- PUB -