20 Abril 2024, Sábado
- PUB -
InícioLocalSetúbalChaminé de antiga fábrica conserveira na Rua Almeida Garrett demolida

Chaminé de antiga fábrica conserveira na Rua Almeida Garrett demolida

Continuidade da estrutura era improvável dada a empreitada nos terrenos junto ao Parque do Bonfim para construção de habitações

 

- PUB -

A grande chaminé construída na Rua Almeida Garrett, junto ao Parque do Bonfim, onde funcionaram as conserveiras Antonio Alonso – Hijos, e posteriormente a conserveira Viegas e Lopes, foi demolida na passada semana.

A demolição decorreu entre os dias 16 e 17 de Março devido à construção de edifícios residenciais no espaço situado nas traseiras do Hotel Meliã, empreitada levada a cabo pela Romantiburgo, Lda.

A referida empresa recebeu alvará da Câmara Municipal de Setúbal, assinado pela anterior presidente da autarquia, Maria das Dores Meira, em Julho de 2020. De salientar que o despacho previa a conclusão das obras em 12 meses.

- PUB -

Estava assim traçado o destino da chaminé, uma vez que a edilidade garantia na altura, segundo descreve o Diário de Notícias, que “da antiga fábrica, nada ficará”.

Já o gabinete da actual vereadora do Urbanismo, Rita Carvalho, eleita em Setembro último, refere que tal processo teria de acontecer, apesar de garantir que a autarquia tudo fez para evitar tal cenário devido à “existência de relatório técnico que indica a dificuldade técnica de recuperação”, pelo que foi deliberada “a autorização de demolição”.

- PUB -

A grande estrutura, entretanto demolida, serviu inicialmente a conserveira Antonio Alonso – Hijos, que abriu portas nos anos 20, funcionando, de acordo com os registos disponíveis, até aos anos 50.

A chaminé, assim como a fábrica e os terrenos, passariam então para a responsabilidade da Viegas & Lopes, tendo funcionado até ao final dos anos 80.

- PUB -

Mais populares

Cravo humano ‘nasce’ no areal da Praia de Albarquel

Cerca de quatro centenas de trabalhadores da autarquia juntaram-se após uma caminhada de três quilómetros

Cadáver em “avançado estado de decomposição” encontrado na zona da Comporta

Capitão do Porto de Setúbal invocou o segredo de justiça para não avançar pormenores sobre a ocorrência

Peixes e tartarugas mortos recolhidos do lago do Parque da Algodeia

Aumento das temperaturas e exposição solar pode ter alterado qualidade da água. Amostras recolhidas vão ser analisadas em laboratório
- PUB -