18 Maio 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalAdministração desafia investidores brasileiros a reforçarem utilização do Porto de Setúbal

Administração desafia investidores brasileiros a reforçarem utilização do Porto de Setúbal

Comitiva esteve na cidade sadina no âmbito da Missão Internacional do Fórum Brasil Export

 

- PUB -

O administrador da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra (APSS), Carlos Correia, desafiou os investidores brasileiros que estiverem na cidade sadina no início da presente semana a utilizarem ou reforçarem “a utilização do Porto de Setúbal no âmbito das suas trocas comerciais com Portugal e a Europa”.

O pedido foi feito na passada terça-feira, dia em que uma comitiva composta por meia centena de participantes de entidades públicas e privadas do Brasil visitou o Porto de Setúbal, assim como ficou a par do “desenvolvimento futuro” previsto para as “infra-estruturas sadinas e a comunidade portuária”.

A partir do Auditório da Casa da Baía, antes de uma visita às infra-estruturas que compõem o Porto de Setúbal, Carlos Correia deu igualmente a conhecer aos presentes, que estiveram na cidade sadina no âmbito da Missão Internacional do Fórum Brasil Export, “o momento actual do Porto de Setúbal, abordando as suas capacidades e características singulares”.

- PUB -

Sobre o futuro, “relevou os principais projectos de investimento em curso e os previstos no âmbito da estratégia de desenvolvimento sustentável preconizada para o porto que, alicerçada nas novas tecnologias, engloba as premissas do território, economia, inovação, ambiente e do lazer”.

Também Porfírio Gomes, presidente da Comunidade Portuária de Setúbal, interveio, ao falar sobre “a importância da participação no desenvolvimento do Porto de Setúbal de todos os seus parceiros, realçando que ainda que cada um possa ter interesses distintos, o objectivo comum é o crescimento competitivo do porto”.

Além disso, “destacou a importância do Fórum para a Simplificação de Procedimentos do porto e o seu contributo para a desburocratização de processos e a entrada em produção da Janela Única Logística, um dos avanços mais significativos para o crescimento da competitividade”.

- PUB -

A encerrar a sessão, Nuno Maia, presidente da Associação da Indústria da Península de Setúbal (AISET), “deu uma panorâmica do tecido industrial instalado na região de Setúbal, desde os seus primórdios, essencialmente ligados a actividades piscatórias, como o romano garum e conservas, até ao surgimento da indústria pesada, que contribuiu para o posicionamento do Porto de Setúbal como porto industrial e de apoio ao abastecimento de matéria-prima para as unidades fabris e à exportação da sua produção”.

Já a comitiva brasileira, garante a APSS, “mostrou interesse em relação ao modelo de gestão do Porto de Setúbal e ao funcionamento da Janela Única Logística como plataforma redutora dos procedimentos burocráticos e do tempo e custos de operação dos navios”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -