20 Maio 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioLocalBarreiroCentros hospitalares de Setúbal e Barreiro-Montijo recebem 126 médicos mas em formação

Centros hospitalares de Setúbal e Barreiro-Montijo recebem 126 médicos mas em formação

Os novos internos só vão estar aptos a trabalhar de forma autónoma dentro de cinco ou seis anos

 

- PUB -

O Centro Hospitalar de Setúbal acolheu no início da semana passada 67 médicos internos e o de Barreiro–Montijo 59. Chegaram para receber formação e não para colmatar lacunas de clínicos.

A explicação foi dada por Nuno Fachada, director clínico do Centro Hospitalar de Setúbal (CHS), a propósito do contingente recebido nesta unidade. Os médicos em formação não vêm para preencher os muitos lugares em falta no CHS. Só daqui a cinco ou seis anos é que estes novos médicos estarão aptos a trabalhar de forma autónoma, depois de concluírem com êxito a formação na especialidade que escolheram, fez notar Nuno Fachada em declarações à agência Lusa.

Do total de 67 médicos internos que agora iniciam formação no CHS, “50 são de formação geral e 17 de específica”, anunciou a unidade hospitalar que, em comunicado, detalhou ainda a distribuição dos 17 médicos pelas várias especialidades contempladas. “Medicina interna e psiquiatria receberam dois internos cada”. Os restantes 13 foram distribuídos, um cada, pelas “especialidades de anestesiologia, cardiologia, gastrenterologia, hematologia clínica, imunoalergologia, nefrologia, neurologia, ortopedia, otorrinolaringologia, patologia clínica, pediatria, pneumologia e urologia”. De fora ficou uma das especialidades mais carenciadas do CHS – obstetrícia.

- PUB -

Barreiro-Montijo

Já o Centro Hospitalar Barreiro-Montijo (CHBM) anunciou que recebeu 59 médicos para formação, dos quais 45 para formação geral e 14 para formação especializada. Segundo a informação avançada pelo CHBM, no que toca às especialidades, a medicina interna recebeu três internos e a pediatria e a psiquiatria dois cada. Além destes, foi distribuído um médico pelas seguintes especialidades: “cardiologia, pneumologia, oncologia médica, cirurgia geral, ortopedia, ginecologia/obstetrícia e patologia clínica”.

O CHBM esclarece, ao mesmo tempo, que em relação à formação geral os 45 internos “vão passar, ao longo deste ano, por várias especialidades hospitalares (medicina interna, cirurgia geral e pediatria), saúde pública e familiar, que são estágios obrigatórios medicina geral e com o objectivo de integrar os conhecimentos teóricos adquiridos ao longo da formação pré-graduada na prática clínica diária das diversas especialidades”.

- PUB -

Estes médicos, adianta a unidade hospitalar, “terão ainda que frequentar e obter aproveitamento em sete cursos” , que contemplam temáticas como “suporte básico de vida, urgências, infecções e uso de antimicrobianos, meios complementares de diagnóstico e terapêutica, utilização de sangue e derivados, saúde pública, e ética e deontologia médica”. Os 59 novos internos “juntam-se aos 66 que já se encontram em formação no CHBM, em 10 especialidades diferentes”, sublinhou a unidade hospitalar, a concluir.

Com Lusa

Comentários

- PUB -

Mais populares

Dez dias de música em vários palcos da cidade de Setúbal com os melhores sons e vozes

O festival arranca com Pedro Abrunhosa, atravessa vários artistas e termina com Cuca Roseta

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas
- PUB -