24 Maio 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbal"Temos uma grande possibilidade de destruir o que nos rodeia antes de...

“Temos uma grande possibilidade de destruir o que nos rodeia antes de o perceber”

Conferência organizada pela UNISETI contou com a presença do professor sadino, que falou sobretudo sobre o clima

 

- PUB -

A Universidade Sénior de Setúbal (UNISETI) desafiou o professor Viriato Soromenho-Marques a falar para mais de 80 alunos da instituição, através de uma plataforma online. Entre o ambiente, o clima e a ecologia, uma das maiores figuras setubalenses actuais discorreu sobre os mais diversos temas, deixando desde logo assente uma das suas principais ideias: os problemas climáticos são dos maiores que enfrentamos e foram causados por nós, humanos.

Uma vez que existe tanta interacção negativa com o meio ambiente, Viriato Soromenho-Marques, citando o relatório Living Planet Index, explicou que “entre 1970 e 2016, as populações de mamíferos, aves, anfíbios, répteis e peixes diminuíram 68%” e que “em 2020 foram emitidos para a atmosfera mais gigatoneladas de carbono do que durante o período que vai de 1750, início da revolução industrial, até 1988”.

“Temos uma grande possibilidade de destruir o que nos rodeia antes de o perceber. Somos um elefante numa loja de porcelanas”, afirmou, ainda, pegando no facto de o ser humano estar “a destruir os habitats de outras espécies e a diminuir o seu espaço”.

- PUB -

Outro aspecto referido pelo professor sadino como sendo importante foi o das doenças transmitidas através de forma zoonótica (através dos animais), entrando aqui, também, “a intrusão brutal e destruidora da espécie sobre a biodiversidade e uma dieta excessivamente carnívora”. Assim, refere que “75% das novas doenças têm origem nesse tipo de transmissão”.
Ao falar sobre a ideia de que a tecnologia viria a resolver tudo e mais alguma coisa, o que acabou por não acontecer, Soromenho-Marques afirmou que não se pode separar o ambiente da tecnologia.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Cidade perde rede de agentes com chegada da Transportes Metropolitanos de Lisboa

Rede com mais de uma dezena de estabelecimentos, construída pelos TST, desfeita com chegada de nova transportadora, prejudicando utilizadores mais velhos

Jovem sequestrado e violado em casa de banho da estação de comboios de Coina

Rapaz de 16 anos foi abusado por homem de 43. Violador está agora em prisão preventiva
- PUB -