4 Dezembro 2021, Sábado
- PUB -
InícioLocalSetúbalCasa-Memória em homenagem à paixão de Joana Luísa e Sebastião da Gama...

Casa-Memória em homenagem à paixão de Joana Luísa e Sebastião da Gama recebe últimos preparativos

Espaço deixado à Associação Cultural Sebastião da Gama por esposa do poeta vai contar com todo o espólio do casal

 

- PUB -

O “curto, mas intenso amor” entre Sebastião da Gama e a sua esposa, Joana Luísa, vai ser homenageado “em princípio no próximo mês”, com a inauguração da Casa-Memória Joana Luísa e Sebastião da Gama, instalada em Vila Nogueira de Azeitão, na habitação onde a viúva do poeta residiu e de onde “muitas das suas obras foram publicadas após a sua morte”, começa por contar Alexandrina Pereira, actual presidente da Associação Cultural Sebastião da Gama, a O SETUBALENSE.

O espaço, deixado à associação em testamento por Joana Luísa, que faleceu em 2014, encontra-se a receber os últimos preparativos, depois de no último ano ter sido recuperado “com o apoio da Câmara Municipal de Setúbal e da Junta de Freguesia de Azeitão”. “Foi a partir desta casa que partiu para público quase toda a memória de Sebastião da Gama, natural de Azeitão, que faleceu aos 27 anos, vítima de tuberculose. Por este motivo, Joana Luísa entregou a habitação para que nela passasse a funcionar a colectividade. Apesar de ser dirigida em homenagem ao poeta, nasce pela mão da sua esposa, daí ter este nome, que é uma ternura”, acrescenta.

Apesar de terem sido casados “apenas durante um ano”, Joana Luísa “encarou como missão tornar público os inéditos que o poeta deixou”. “Foi uma paixão tão bonita, ao ponto de Joana Luísa ter dedicado a sua vida a publicar as obras do marido. Graças a ela muitas das suas obras foram publicadas postumamente”, explica. No sentido de cumprir “o seu último desejo”, o espaço tem “vindo a ser recuperado no último ano, com as obras a decorrer a um ritmo extraordinário”.

- PUB -

“Estamos a proceder à sua requalificação total, em que só não sai a estrutura, porque está tudo a ser transformado para lá figurar o espólio do casal. Penso que vai ser um polo de atracção cultural para todos”, revela. A entrar na recta final, é tempo de colocar em acção os últimos preparativos. Com “uma adaptação mais moderna”, na Casa-Memória vão estar expostos “os preciosos manuscritos de Sebastião da Gama, assim como as medalhas que recebeu após a morte”.

“Estou ansiosa para que esteja pronta e tenho muita honra em que tudo tenha acontecido no meu mandato. Esperamos que seja sempre cumprido o grande objectivo dela, que tanto merece por ter entregue a sua vida ao marido”, confessa. A intervenção, segundo esclarece Alexandrina Pereira, tem também como objectivo “dar continuidade ao nome de Sebastião da Gama”, tendo “as escolas um papel muito importante nesse sentido, em que “se os professores se interessarem, também os estudantes se vão interessar”. Para tal, o local vai estar apto a receber “visitas escolares, tertúlias, debates e conferências”.

- PUB -

Para a presidente da Associação Cultural Sebastião da Gama, a inauguração da Casa-Memória Joana Luísa e Sebastião da Gama representa um passo importante “no sentido de tentar perpetuar o seu nome e não o deixar cair em esquecimento”. Com cerca de 500 sócios, a sua obra é encarada a nível nacional, segundo revela, como “única”. “Ele era extraordinário. Não era só poeta, mas era também um professor excepcional, que ainda nos dias de hoje se aplica. Há professores que dizem que o seu livro O Diário é a sua Bíblia. Já naquela época um professor brincar com os seus alunos, educando em simultâneo. Acho que os seus 27 anos são equiparáveis a 100 anos por tudo o que fez”, confessa.

A inauguração, no entanto, não vai ser a esperada “devido às restrições impostas contra a propagação da pandemia, mas vai ser a possível”. “Queríamos fazer uma festa grande com música e animação, mas vamos ter de limitar ao mínimo de presenças. Apesar desta situação, consideramos que a Casa-Memória vai ser um motivo de orgulho para nós, não só enquanto associação, mas também para Azeitão e Setúbal”, conclui.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

Tribunal reconhece direito de retenção de casas a famílias de Azeitão após falência de cooperativa

Decisão reconhece que famílias têm os seus créditos "garantidos" e "reconhecidos" pelos montantes que já pagaram, e que, como “consumidores” e por "tradição", têm...

Novas máquinas permitem emitir ou carregar cartão Navegante em apenas “um minuto”

Para já, encontra-se disponível um equipamento em cada um dos nove concelhos do Distrito que integram a AML   Os passes de transportes públicos Navegante podem...
- PUB -