2 Dezembro 2021, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalCoca-Cola aposta forte na sustentabilidade ambiental

Coca-Cola aposta forte na sustentabilidade ambiental

Toda a electricidade utilizada na unidade fabril da região provém de fontes renováveis

 

- PUB -

“Avançamos” intitula o programa de sustentabilidade da Coca-Cola European Partners (CCEP) que, segundo a companhia, está a ser acelerado tendo registado nos últimos anos progressos nas áreas de bebidas, embalagens, sociedade, água, clima e cadeia de fornecimento. O balanço ao programa foi divulgado na última quarta-feira e a fábrica que a marca tem em Azeitão surge como exemplo no que toca à gestão energética.

Márcio Cruz, responsável pelas Relações Públicas da CCEP Portugal, reitera o empenho da marca nas melhores práticas ambientais. “Apesar da situação de contingência que todos vivemos, as nossas metas e todo o empenho que colocamos em liderar a mudança para um presente e futuro sustentável não ficaram comprometidas. Pelo contrário, acelerámos este processo e continuamos focados nos objectivos concretos de sustentabilidade, apoiando sempre os nossos clientes e as nossas comunidades”, afirma, citado num comunicado da companhia.

No documento, a Coca-Cola – que tem instalada uma fábrica em Azeitão – lembra que, ao nível das bebidas, apresenta mais opções com menor teor de açúcar ou sem adição de açúcar. “Hoje, 42% das vendas em Portugal provêm de bebidas com baixas calorias ou sem calorias. No período entre 2015 e 2019, a Coca-Cola reduziu em 19,4% a quantidade de açúcares por litro nas bebidas vendidas”, sublinha a marca. E o objectivo “é que, em 2025, 50% das vendas correspondam a bebidas sem adição de açúcar”.

- PUB -

Em relação às embalagens, o programa “tem como compromisso para 2025 recolher uma lata ou garrafa por cada uma vendida”. “Acelerando o objetivo de não usar plástico virgem de origem fóssil, substituindo-o por 100% de conteúdo reciclado ou renovável, prevê-se que já em 2022, em Portugal e Espanha, pelo menos 50% do material das embalagens PET seja de material reciclado”. Neste particular, a companhia já investiu 180 milhões de euros em “projectos de inovação e ecodesign na Europa”, entre outras acções, onde se inclui o Programa Mares Circulares, que, com o contributo de voluntários e várias associações já permitiu recolher “mais de 313 toneladas de resíduos de praias e reservas marinhas”. Além disso, a Coca-Cola produziu a primeira garrafa do mundo feita com 25% de plástico reciclado a partir de lixo marinho.

Gestão de recursos

No que toca à gestão de recursos como água, energia e matérias-primas, a Coca-Cola também destaca alguns dados. Apoiou “projectos na Península Ibérica de reposição de água na natureza no total de 3.782 milhões de litros, cerca de 120% da água contida nos seus produtos vendidos”, reduziu “quase 29% do consumo de água entre 2010 e 2019” e a “maioria dos ingredientes e matérias-primas utilizadas na produção em Portugal são adquiridos a fornecedores locais”, sendo que em 2020 “os principais ingredientes e matérias-primas serão já totalmente provenientes de recursos sustentáveis”.

- PUB -

Em termos energéticos, a marca realça que “100% da electricidade utilizada na fábrica de Azeitão é proveniente de fontes renováveis”. Ao nível de clima, a meta é “reduzir para metade as emissões de dióxido de carbono (desde 2010 reduziu já 30%, com a consequente diminuição de emissão de CO2 em 13.909 toneladas e uma poupança de 2.534 milhões de euros)”. De resto, a gestão energética da CCEP na produção valeu-lhe ser “a primeira empresa em Portugal distinguida com o 2020 Energy Management Insight Award, promovido pelo Clean Energy Ministerial, fórum mundial que engloba os ministros do ambiente e líderes governamentais de 26 países”.

Nota também para “o caminho da diversidade e inclusão”, com a companhia a sublinhar um aumento de 3% de mulheres em cargos directivos, em relação a 2018, e de 9% face a 2017. Quase 30% dos cargos de direcção são, actualmente, ocupados por mulheres. A estes números, a Coca-Cola junta ainda projectos de cidadania como o Bora Mulheres “com 276 empreendedoras formadas em Portugal”.

O Programa Avançamos decorrerá até 2025, assente na estratégia de sustentabilidade conjunta da Coca-Cola European Partners e a da The Coca-Cola Company na Europa Ocidental.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Volkswagen anuncia novo investimento de 500 milhões na Autoeuropa nos próximos cinco anos

Valor vai ser aplicado "em produto, equipamento e infra-estruturas", explicou Alexander Seitz
- PUB -