29 Novembro 2021, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalUns cantaram outros nem tanto para celebrar Abril à janela

Uns cantaram outros nem tanto para celebrar Abril à janela

Lançado o desafio à população para cantar “Grândola Vila Morena” à janela, poucos aderiram, mas houve quem desse voz a toda a rua

 

- PUB -

A Vila Morena de Grândola andou de boca em boca, de janela em janela, de varanda em varanda e até, nalguns casos, de porta em porta. “Cá em casa também se cantou a “Grândola Vila Morena”, escrevia o presidente da Câmara de Palmela, Álvaro Amaro, na sua conta de Facebook neste 25 de Abril; são 46 anos depois do dia em que Portugal viveu a “Revolução dos Cravos” e abraçou a democracia.

Volvidos estes anos, concelho a concelho, vive-se outra luta: a luta pela sobrevivência ao Covid-19 e, contrariamente a outros anos, o apelo à população para vir para a rua celebrar a Liberdade, foi revertido para se ficar em casa e cantar à janela às 15 horas, em ponto, a canção de Zeca Afonso que deu a segunda senha para o avanço da revolução dos militares.

Mas esperava-se mais adesão. O SETUBALENSE andou pelas ruas de cidades como Setúbal onde à janela, o canto de “Grândola Vila Morena” ficou por conta apenas dos mais entusiastas. A esmagadora maioria das janelas mantiveram-se fechadas e as varandas vazias, mas em boa parte dos prédios pelo menos uma pessoa ou família aderiram à iniciativa.

- PUB -

Assim foi no Bairro do Viso e na Avenida S. Francisco Xavier onde houve palmas no final da interpretação popular, e um “viva Portugal” gritado por um homem a plenos pulmões, na rua. E a pouca adesão continuou em locais como a Avenida Infante D. Henrique, Avenida Luísa Todi, Avenida Rodrigues Manito e Praça do Bocage onde o rácio de bandeiras resumia-se a umas poucas.

Também em Palmela, na zona histórica poucas vozes se ouviram, embora houvesse um permanente som de fundo da gravação de Zeca.

Fotografia Alex Gaspar

Mais a norte do distrito, em Almada, o panorama não foi diferente. A presidente da Câmara, Inês de Medeiros, veio à janela do edifício municipal e cantou a canção senha de Abril do canta-autor, mas nas janelas da cidade não muitos cantaram. Mas outros pouco se importaram com o silêncio de muitos, como numa zona da Freguesia do Laranjeiro, onde um casal cantou bem alto, ao mesmo tempo que, não longe dali, alguém colocou uma potente coluna de som e fez vibrar a voz de Zeca Afonso.

- PUB -

No Seixal, os autarcas saíram para a rua como a incentivar a população, mas mais uma vez uns aderiram outros nem tanto. À falta de quem cantasse na janela, ouviram-se alguns artistas convidados pela autarquia. Mesmo assim cantou-se a Liberdade em dias de liberdade contida. O mesmo aconteceu no Barreiro e na Moita onde se ouviu o hino de Abril por ruas e avenidas, mas esperava-se muitos mais a responderem ao desafio da autarquia.

Já no Montijo era a própria autarquia a soltar, às 15h00, nas redes sociais a Grândola de Zeca Afonso pela voz do fadista da terra Tiago Correia gravada na manhã da véspera, do alto do varandim dos Paços do Concelho, o mesmo vídeo que reproduziu mensagens de autarcas, terminou com o Hino Nacional. Mas nas ruas, poucas vozes se ouviram.
O mesmo no concelho vizinho de Alcochete, mas se poucos aderiram, os que vieram para as janelas, varandas ou portas, fizeram-no a todos os pulmões, caso da Freguesia do Samouco, onde se ouviu igualmente a interpretação do Hino Nacional.

Fotografia Alex Gaspar

Na ‘casa’ de “Grândola Vila Morena”, cantou-se Zeca Afonso na voz de populares, mas também aqui eram muitas as janelas e varandas com ninguém. Mas, nas ruas, entoava a voz do canta-autor. Por parte da autarquia foi, entretanto, feito um outro desafio aos munícipes: escreverem uma pequena carta à liberdade, podendo a mesma ser ilustrada. “Vamos mostrar que, mesmo em casa, a Liberdade está a passar por aqui”. As cartas foram colocadas no Facebook da Câmara.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Volkswagen anuncia novo investimento de 500 milhões na Autoeuropa nos próximos cinco anos

Valor vai ser aplicado "em produto, equipamento e infra-estruturas", explicou Alexander Seitz
- PUB -