1 Outubro 2022, Sábado
- PUB -
InícioLocalSetúbalEstudantes de Setúbal longe da polémica em Espanha

Estudantes de Setúbal longe da polémica em Espanha

Finalistas sadinos viajaram para Punta Umbria, também na Andaluzia,  mas a mais de 300 quilómetros do hotel que se queixa de danos provocados por alunos portugueses.

- PUB -

Estudantes de Setúbal chegam hoje a casa

Os estudantes de Setúbal que fizeram viagem de finalistas a Espanha estão longe da polémica que envolveu outros portugueses, que acabaram expulsos do hotel por alegados desacatos e danos. A viagem dos alunos sadinos, num total próximo de duas centenas, correu bem, sem noticias de problemas ou descontentamento, apurou o DIÁRIO DA REGIÃO junto de fonte das comissões organizadoras.
Os finalistas sadinos, das escolas secundárias Liceu, D. João II e Sebastião da Gama viajaram para Punta Umbria, também na região autonómica da Andaluzia, mas longe da unidade hoteleira em Torremolinos, a 20 quilómetros de Málaga onde houve polémica com outros estudantes portugueses. O local onde ficaram os finalistas sadinos dista cerca de 300 quilómetros do hotel onde houve a polémica e onde estavam hospedados jovens do norte do país, maioritariamente de Braga.
Os alunos de Setúbal, de um total de cerca de duas dezenas de turmas, devem chegar hoje a casa, após uma semana de férias.
A chegada deve acontecer ao final da tarde de hoje ou mesmo já à noite.
Só do Liceu de Setúbal, em que a viagem foi organizada pela empresa XTravel, participaram uma centena de estudantes.
Um aluno desta escola disse ao DIÁRIO DA REGIÃO que correu tudo bem . “Tenho falado com os meus amigos e colegas e eles estão satisfeitos com a forma como correu a viagem”, disse o estudante do Liceu, que ajudou a organizar a viagem mas que não viajou.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Alsa Todi não verá mais um cêntimo de Palmela se não cumprir o contrato

Município está indisponível para continuar a financiar o sistema e reclama à TML a aplicação de penalidades à operadora

Bombeira grávida de sete meses diz-se ‘injustamente dispensada’ de serviço

Autoridade para as Condições do Trabalho esteve no quartel da associação
- PUB -