12 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Super Bock Super Rock atrai milhares no Verão e festas convidam a regressar ao longo do ano

Super Bock Super Rock atrai milhares no Verão e festas convidam a regressar ao longo do ano

Super Bock Super Rock atrai milhares no Verão e festas convidam a regressar ao longo do ano

Eventos cheios de cor e sabor, que promovem as tradições e os produtos regionais, marcam calendário

 

O Festival Super Bock Super Rock atrai milhares de pessoas a Sesimbra, mais precisamente ao Meco, no Verão, mas são as festas que convidam a regressar ao longo do ano. É disso exemplo o Carnaval de Sesimbra, a Feira Festa da Quinta do Conde e a Quinta na Moagem.

- PUB -

Já as festividades centenárias têm o papel de chamar multidões a mergulhar nas tradições sesimbrenses. Enquanto em Abril e Maio é tempo de honrar o Senhor Jesus das Chagas, em Setembro as celebrações religiosas são dedicadas à Nossa Senhora do Cabo Espichel.

Dos eventos que compõem a programação cultural distinguem-se ainda aqueles que promovem os produtos regionais. Chegado o mês de Agosto, é tempo de dar destaque ao mel da região – considerado um dos melhores do País. Em Outubro, todos os caminhos vão dar à Moagem de Sampaio, onde a maçã camoesa, a doçaria e o pão são os ‘reis’ da festa.

 

- PUB -

Meco é a ‘casa’ do melhor do rock e pop durante três dias

‘O bom fi lho a casa torna’ é o ditado popular que melhor descreve o Festival Super Bock Super Rock, que este ano regressou à Herdade do Cabeço da Flauta. O objectivo passa por
‘assentar os arrais’ em Sesimbra, não fosse “o Meco é para sempre” o mote escolhido para o festival organizado diversas vezes na capital lisboeta ao longo dos últimos 28 anos.

Com passagens pelo Porto, foi precisamente no concelho sesimbrense que, entre 2010 e 2014, aconteceram algumas das edições mais memoráveis e onde ganhou uma nova ‘cara’, passando de festival citadino para um evento com uma imagem mais descontraída.

- PUB -

É actualmente considerado um dos mais importantes festivais portugueses, convidando milhares a divertirem-se, sempre no mês de Julho, ao som do “melhor do rock e pop”.

 

Explosão de cores, música e folia na marginal sesimbrense em Fevereiro

O Carnaval de Sesimbra é encarado por muitos como o “mais brasileiro de Portugal”. Todos os anos, em Fevereiro, a marginal sesimbrense transforma-se num autêntico espectáculo de cores, música e folia, com o programa a incluir os tradicionais desfiles das escolas de samba, os bailes de mascarados, as cegadas e o popular cortejo de palhaços.

Há ainda espaço para os mais novos, com os pequenos foliões a desfilarem através das escolas ou a participarem no Concurso Infantil de Fantasias de Carnaval, sem esquecer as típicas cavalhadas ou o enterro do bacalhau, que marca o encerramento dos festejos.

Fortemente enraizado na comunidade, é um momento que, com mais de quatro décadas de história, cativa multidões. Organizado pela Câmara Municipal, o Carnaval de Sesimbra é hoje uma das imagens de marca do concelho e uma das celebrações mais aguardadas.

 

“Características únicas” que merecem feira

O mel de Sesimbra ganha especial destaque em Agosto, altura em que a Câmara Municipal, a Junta de Freguesia do Castelo e a Associação de Apicultores da Península
de Setúbal organizam a ZimbraMel.

Graças ao alecrim, tomilho, orégão, murta, esteva e rosmaninho que predominam na zona, num ‘casamento perfeito’ com o clima ameno, o mel da região apresenta “características únicas” que faz com que seja considerado um dos melhores do País.

A primeira edição surgiu em 1999 e “logo nos primeiros anos alcançou o estatuto de um dos mais importantes eventos do género realizados em Portugal”. Nesta que é a Feira do Mel da Península de Setúbal são igualmente apresentados outros ‘fi lhos’ da apicultura, como geleia real, pólen, cremes e sabonetes, além de doçaria local e
artesanato.

Identidade local mostra-se em dez dias de animação

Desde o início dos anos 90 que a Feira Festa da Quinta do Conde cumpre o propósito para a qual foi criada: reunir e animar os quintacondenses no primeiro mês do Verão. Mas não só.
É que actualmente o evento, entre a primeira sexta-feira e o segundo domingo de Junho, faz os milhares que vão até à vila entrarem numa atmosfera de diversão e tradição.

Tem a missão de mostrar o que de melhor fazem os comerciantes locais, ao mesmo tempo que reúne o movimento associativo numa única celebração, sem esquecer os espectáculos musicais, protagonizados por nomes da música portuguesa.

No evento, promovido pela comissão organizadora, em conjunto com a Câmara de Sesimbra e a Junta da Quinta do Conde, também não podem faltar as tasquinhas ou as áreas de divertimentos para miúdos e graúdos.

 

Mostra das actividades ruais na Moagem de Sampaio

Exposições de ovelhas, cabras e cavalos, oficinas de produção de queijos ou demonstrações
de ordenha e tosquia são algumas das iniciativas que podem ser encontradas na Quinta na Moagem, evento criado em 2014 ‘pela mão’ da Câmara Municipal de Sesimbra que se assume como uma mostra das actividades rurais.

Realizada todos os anos em Maio, altura em que a Moagem de Sampaio se transforma numa quinta agrícola, a iniciativa pretende não só promover os produtos locais, como proporciona música e animação para os mais novos, através de espectáculos e insufláveis.

Já a pensar nos graúdos, a edição deste ano teve como novidade a concretização do I Concurso Nacional Ovino da Raça Saloia, assim como houve espaço para a venda de
ferramentas e utensílios agrícolas e para a apresentação de cães de rebanho.

Celebração mais antiga do concelho

A Festa do Cabo Espichel é a celebração religiosa mais antiga do concelho e até do País. As
primeiras romarias remontam a 1366, mas diz a lenda que foi em 1410, na Ermida da Memória, integrada no santuário, que apareceu a imagem da Virgem que deu origem ao culto a Nossa Senhora do Cabo Espichel.

Segundo a Câmara de Sesimbra, as peregrinações “atingiram o seu auge no século XVIII”, sendo que a festividade, “apesar de já não ser o que era”, continua a atrair todos os anos, no mês de Setembro, centenas de fiéis.

As festividades, cuja organização está a cargo da Comissão de Festas de Nossa Senhora do Cabo Espichel, têm na procissão que percorre todo o santuário o seu momento mais importante, terminando no dia seguinte com uma missa de sufrágio aos antigos romeiros.

Fruta protagonista de mostra na Moagem de Sampaio

É diferente das restantes variedades vendidas a nível nacional, em resultado do microclima próprio com “terrenos argilosos e ricos em ferro” na zona do Cabo Espichel. Além disso, era conhecida por perfumar as casas ao ficar a amadurecer em cima dos armários. Trata-se da
maçã camoesa, ou férrea azoia, que está no centro das atenções da mostra que a Câmara de Sesimbra promove anualmente em Outubro.

Depois de em 2012 a autarquia adquirir o registo exclusivo da marca, o que resultou “no aumento de árvores e da produção de fruto”, no ano seguinte avançou com a primeira edição da Mostra de Maçã Camoesa, na Moagem de Sampaio, que foi um sucesso.

A partir daí, o certame tem vindo sempre a crescer, com a doçaria e o pão caseiro cozido em forno de lenha a juntarem-se à fruta para um evento que oferece um programa diversificado, com provas de maçã camoesa, conferências, workshops e muito mais.

Padroeiro dos pescadores celebrado por centenas

Os meses de Abril e Maio são sinónimo das celebrações religiosas em honra do Senhor Jesus das Chagas, tradição que começou a ser cumprida no século XVI, mais precisamente em 1534, e que perdura até aos dias de hoje.

A Festa das Chagas, que inclui a realização de concertos, é a festividade mais importante para a comunidade marítima local – uma vez que se trata do padroeiro dos pescadores sesimbrenses –, com o momento alto a acontecer no feriado municipal, a 4 de Maio.

É neste dia que o chão é decorado de alecrim e as varandas com colchas de renda para a passagem do Senhor Jesus das Chagas. Este momento é vivido pelas gentes da terra e por centenas de crentes que visitam a vila para assistir à procissão, com a imagem do padroeiro a seguir para o sermão e bênção ao mar e as embarcações no Largo da
Marinha.

Portugal: Procissao de Senhor Jesus Das chagas pelas ruas de Sesimbra. / Portugal: Procession of Mr. Jesus Of the Chagas for the streets of Sesimbra.
Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -