5 Dezembro 2021, Domingo
- PUB -
InícioLocalSesimbraLagoa Pequena conjuga observação de aves e educação ambiental em espaço interpretativo

Lagoa Pequena conjuga observação de aves e educação ambiental em espaço interpretativo

Projecto ligado ao ambiente e sustentabilidade resulta de parceria entre a Câmara Municipal, o ICNF e a SPEA

 

- PUB -

Integrado na maior zona húmida da Península de Setúbal, o Espaço Interpretativo da Lagoa Pequena (EILP) é sítio eleito para a observação de aves, atendendo à variedade de espécies que nele encontram o melhor sítio para se abrigar, descansar, alimentar-se ou reproduzir-se.

Vários caminhos, ladeados por vegetação, levam aos quatro observatórios a partir dos quais é possível ficar a conhecer as aves e plantas do habitat. O galeirão é a ave que existe em maior número no espaço, onde residem também alguns mamíferos como a lontra.

- PUB -

A Câmara Municipal de Sesimbra e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) trabalham em parceria desde 2006 para proteger e valorizar a zona de protecção especial de aves da Lagoa Pequena, tendo presente o objectivo de criar condições de visitação do espaço.

Seis anos depois, abria ao público o Espaço Interpretativo da Lagoa Pequena. “Este é um espaço mais dedicado à observação de aves mas,  além disso, os visitantes podem usufruir da paisagem e de todo o enquadramento, entre as lagoas, os passadiços, para um passeio em contacto com a natureza, e os quatro observatórios”, explica a Unidade Técnica de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara Municipal de Sesimbra a O SETUBALENSE, em visita ao espaço.

No que diz respeito às actividades desenvolvidas no espaço, destacam-se as de identificação do canto das aves, iniciação à observação de aves e diversos workshops. Também já aconteceram actividades de identificação de cogumelos e a observação de pirilampos faz a delícia de miúdos e graúdos: “tem sempre muito sucesso quando abrimos o espaço à noite, fora do horário normal, em Junho, quando as noites começam a ficar mais quentes mas ainda há humidade e o espaço fica cheio de pirilampos”.

- PUB -

As actividades em família estão entre os projectos que têm vindo a ser levados a cabo, com planeamento e acompanhamento da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), que acompanhou o projecto desde o início, tem desde 2016 uma parceria com a autarquia para dinamizar a visitação do espaço e em conjunto com o ICNF faz monotorização e contagem das aves existentes. O ICNF realiza também a manutenção do espaço consoante as necessidades das espécies.

Equipamento dedica quintas-feiras à comunidade escolar

No EILP, decorre ainda um projecto educativo, também dinamizado pela SPEA e pelo município sesimbrense, no qual às quintas-feiras o espaço, encerrado ao público, apenas funciona para as escolas, do concelho mas não só.

As actividades são adaptadas consoante o ano de escolaridade “desde o pré-escolar até às universidades”. No âmbito do voluntariado que é possível realizar no local, a SPEA promove acções para participação nas contagens de aves e na remoção de espécies vegetais infestantes.

Há ainda um projecto na Bolsa Local de Voluntariado, que neste momento acolhe uma voluntária de longa duração e apoia na recepção dos visitantes e na preparação das actividades.

O espaço pode ser visitado de forma livre ou com visita guiada para grupos. No caso das visitas livres, não é paga a entrada. A SPEA tem uma caixa de donativos e o visitante “dá o que entender, se entender, e esse dinheiro será posteriormente aplicado no espaço”.

A equipa municipal partilha ainda que existem muitos fotógrafos a visitar e a permanecer no espaço durante longos períodos de tempo e regista “um aumento de procura de visitantes nos últimos tempos para lazer, passeios em família e estar ao ar livre”.

No que diz respeito a planos para o futuro, a Unidade Técnica de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara Municipal partilha que gostariam “de ter um novo observatório, mais dedicado a receber grupos, das crianças das escolas mas não só, um observatório acessível a todos, com mais espaço, mais amplo e com janelas maiores”.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Tribunal reconhece direito de retenção de casas a famílias de Azeitão após falência de cooperativa

Decisão reconhece que famílias têm os seus créditos "garantidos" e "reconhecidos" pelos montantes que já pagaram, e que, como “consumidores” e por "tradição", têm...

Caso de gripe das aves detectado em Palmela

A DGAV lembrou que não existem evidências de que a gripe aviária seja transmitida para os humanos através do consumo de alimentos, como carne de aves de capoeira ou ovos

Novas máquinas permitem emitir ou carregar cartão Navegante em apenas “um minuto”

Para já, encontra-se disponível um equipamento em cada um dos nove concelhos do Distrito que integram a AML   Os passes de transportes públicos Navegante podem...
- PUB -