23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Nova superfície comercial obriga a alterações e trânsito na envolvente da Quinta da Marialva

Nova superfície comercial obriga a alterações e trânsito na envolvente da Quinta da Marialva

Nova superfície comercial obriga a alterações e trânsito na envolvente da Quinta da Marialva

Está projectado o alargamento da passagem inferior sob a A2, rotundas e 500 lugares de estacionamento

A área envolvente da Quinta da Marialva, na freguesia de Corroios, vai ter um reordenamento de trânsito com influência no Alto do Moinho e Avenida de Vale de Milhaços. Esta reformulação da circulação decorre da construção de uma superfície comercial naquela zona.

- PUB -

Torna-se assim “necessária a remodelação e ampliação da rede viária existente nas imediações como, por exemplo, o alargamento da passagem inferior sob a A2 ou a requalificação da Avenida Vale de Milhaços e ruas Celeste Correia de Campos e 1.º de Maio, com a execução de rotundas novas e beneficiação das existentes”, escreve o presidente da Junta de Freguesia de Corroios no Facebook.

Adianta Hugo Constantino, que “serão construídos equipamentos de utilização colectiva, mais de 500 lugares de estacionamento gratuito e ainda instalado o terreno para a construção do lar de idosos de Corroios”, um equipamento que tem sido “uma reivindicação da freguesia”.

Esta requalificação de trânsito foi apresentada e esteve em debate no passado sábado num encontro que reuniu cerca de uma centena de munícipes no Centro Cultural e Recreativo do Alto Moinho. Um Fórum Seixal promovido pela Câmara Municipal do Seixal com participação da Junta de Freguesia de Corroios.

- PUB -

Para o presidente da Câmara do Seixal, Paulo Silva, que ao lado da vereadora Maria João Macau, responsável pelo pelouro da Mobilidade e Urbanismo, fez a apresentação deste projecto na sequência da grande superfície a instalar, “é essencial a população participar na construção do concelho”, daí a realização destes fóruns.

Neste encontro, onde além de população participaram técnicos municipais “foi bastante claro o trabalho de muita qualidade e capacidade que marcará por longas décadas a situação e os habitantes da vila de Corroios, a conectividade da malha urbana, a revalorização da área”, considera Hugo Constantino, na rede social.

“A população deu as suas opiniões, levantaram-se várias questões de mobilidade, segurança, acessibilidades, tráfego, circulação pedonal, entre outras, mas no fim todos saímos conscientes da importância que tem o projecto”, resume o autarca de freguesia.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -