20 Maio 2024, Segunda-feira

- PUB -
Bouchra Idrissi vence Concurso de Doces do Seixal e Sara Borralho recebe Prémio Turismo

Bouchra Idrissi vence Concurso de Doces do Seixal e Sara Borralho recebe Prémio Turismo

Bouchra Idrissi vence Concurso de Doces do Seixal e Sara Borralho recebe Prémio Turismo

Iniciativa constitui mais um incentivo para que o comércio local se reinvente e se afirme como uma das bases da economia social

O “Briwat”, de Bouchra Idrissi, foi premiado com o primeiro lugar no Concurso de Doçaria integrado na Aldeia Natal do Seixal 2023, o que valeu à concorrente um cheque de 500 euros em produtos, entregue pela Câmara Municipal do Seixal.

- PUB -

- PUB -

O concurso considerou ainda o Prémio Turismo que foi entregue a Sara Borralho, com “Coroa de Natal”, entregue pela Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa, que consistiu num cabaz com produtos representativos e emblemáticos da Região de Setúbal.

A entrega dos prémios decorreu na tarde do passado domingo, nas instalações da Sociedade Filarmónica Democrática Timbre Seixalense, tendo sido os distinguidos avaliados por um júri constituído por representantes da Câmara Municipal do Seixal, Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa, Associação do Comércio, Indústria, Serviços e Turismo do Distrito de Setúbal, Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal e, ainda, por um profissional do sector.

Os doces a concurso foram avaliados segundo o critério de originalidade, confecção, degustação, ligação às tradições gastronómicas locais entre outros considerados relevantes.

- PUB -

“O objectivo do Concurso de Doçaria é divulgar e promover a doçaria tradicional”, e no mesmo participaram pastelarias e padarias, assim como doceiros particulares e representantes de associações e colectividades.

Para Paulo Silva, presidente da Câmara Municipal do Seixal, “esta iniciativa constitui mais um incentivo para que o comércio local se reinvente e se afirme como uma das bases da economia social. Aliás, o Natal e o pequeno comércio andaram sempre de mãos dadas, logo há que saber apenas de que forma o pequeno comércio se poderá reinventar e adaptar aos novos tempos”.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -