22 Julho 2024, Segunda-feira

- PUB -
Aterrorizou e extorquiu prostitutas na reta de Coina durante nove anos 

Aterrorizou e extorquiu prostitutas na reta de Coina durante nove anos 

Aterrorizou e extorquiu prostitutas na reta de Coina durante nove anos 

Homem, conhecido como Careca, foi condenado a nove anos de prisão

 

As prostitutas na reta de Coina, no Seixal, foram aterrorizadas e extorquidas sob ameaça de morte durante nove anos por um homem conhecido por Careca. Era-lhes exigido entre 20 a 40 euros por dia em troca de uma alegada protecção e se não cumprissem o pagamento eram agredidas à bofetada, ameaçadas de morte por espancamento ou com uma faca. O agressor dizia-lhes ainda que seriam raptadas e levadas para Espanha para servirem como escravas sexuais. Careca foi detido em 2018 e condenado a nove anos e seis meses pelo Tribunal de Almada.

- PUB -

Em recurso, pediu pena suspensa inferior a cinco anos por ter demonstrado arrependimento, humildade e uma forte censura quanto aos crimes que praticou. Alegou ter sido criado numa barraca junto de familiares que se prostituíam numa zona conotada por tráfico de droga, mas os juízes desembargadores não acederam ao pedido. Consideraram que o arguido mostrou uma tendência criminosa por ter levado a cabo a prática ao longo de nove anos, bem como uma personalidade gravemente desajustada aos valores do direito penal.

Ao Tribunal chegaram os relatos de quatro vítimas de Careca. A uma delas, com quem chegou a viver, roubou 200 euros, à força, que tinha ganho por um dia de trabalho em Fevereiro de 2017. Noutra ocasião agrediu-a violentamente em frente à filha desta quando estavam junto a uma paragem de autocarro. A mulher acabou por fugir, mas continuou a ser perseguida pelo agressor.

Outra das vítimas disse à investigação ter começado a prostituir-se na reta de Coina em 2016, altura em que foi abordada pelo agressor. Exigiu-lhe 20 euros diários para protecção contra clientes violentos e ao fim de um ano, o valor passou a 40 euros. A mulher saiu da reta de Coina, encontrando local de trabalho perto de um parque industrial do Seixal, mas o agressor encontrou-a e a ameaçou-a de morte.

- PUB -

Numa ocasião, a uma outra vítima, o homem passou de carro junto a ela e exibiu-lhe uma arma de fogo, agrediu-a violentamente a soco e pontapé e disse-lhe “vais-me entregar o dinheiro senão mato-te a ti e aos teus filhos, já sei onde é que tu moras”.

Careca foi condenado por quatro crimes de lenocínio, referentes às quatro vítimas que depuseram contra ele, sete crimes de extorsão, dois dos quais na tentados e um agravado, um crime de roubo, três crimes de ofensa à integridade física simples e dois crimes de ameaça agravada.

 

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -