24 Fevereiro 2024, Sábado
- PUB -
InícioLocalSeixalHabitantes da Lobateira queixam-se de falta de electricidade e água

Habitantes da Lobateira queixam-se de falta de electricidade e água

Comissão de moradores pede à autarquia que avance urgentemente com projecto para aquela zona

 

- PUB -

Uma comissão de moradores da Labateira, um conjunto de habitações de génese ilegal, apresentou-se na reunião de Câmara da passada quinta-feira para expor aos responsáveis da autarquia as dificuldades por que tem passado ao longo de décadas. Francisco Macedo, advogado e porta-voz da referida comissão, afirmou que “ninguém quer fornecer energia eléctrica aos moradores”, razão por que estes “recorrem a métodos ilegais para obtê-la”. Exemplificou que, em muitos casos, a EDP “retira essas puxadas ilegais e impõe coimas”.  Por conseguinte, pediu à Câmara que avançasse com um projecto para aquela zona, que ajudasse a conseguir a electrificação. “Não havendo luz, não há água. É urgente que se trate deste caso”, concluiu.

Paulo Silva, o presidente da autarquia, esclareceu que mantém a promessa de apoiar as aspirações da comissão e de acompanhar em pessoa, fazendo uma diligência junto dos responsáveis da distribuidora. Acresce que a satisfação destas carências é dificuldade pela facto de as habitações se erguerem numa zona de servidão militar.

No mesmo período aberto à população, os habitantes seixalenses demostraram as suas preocupações. Paulo Mendes queixou-se do atraso na resposta a um processo de urbanização, Maria Antónia Martins mostrou-se descontente porque vai mudar de casa, nos próximos dias, e não tem o ramal de esgotos ligado, José Dias quer começar uma obra no Pinhal do General, mas ainda não lhe foi dada a documentação exigida, Manuel Magalhães tem um cabo por cima da casa que derrubam telhas e não sabe de que extensões se tratam, enquanto Paulo Mandes espera por uma decisão camarária para uma remodelação que quer executar numa sua moradia à beira-rio.

- PUB -

Os vereadores responsáveis pelos respectivos pelouros responderam a estas questões de um modo que os requerentes acocharam satisfatório.

A reunião aprovou um contrato-programa entre a Câmara e a Associação Náutica do Seixal, o qual prevê uma comparticipação financeira e a cedência de embarcações pela colectividade para o Serviço de Marinheiro, bem como um protocolo de colaboração entre a autarquia e a Confederação Portuguesa de Micro, Pequenas e Médias Empresas. Foi aprovado, também, uma delegação contratual de competências nas juntas de freguesia, acompanhada do imprescindível reforço de verbas.

No âmbito do pelouro da Educação, a reunião aprovou um protocolo de colaboração com a Escola Profissional Jean Piaget (Almada), como base para a candidatura à criação de um Centro Tecnológico Especializado.

- PUB -

No quadro da Cultura, Juventude, Desenvolvimento Social e Saúde foi aprovada a minuta e comparticipação financeira à Associação das Colectividades do concelho do Seixal, apoio ao Movimento Associativo Cultural do Seixal e atribuição de transportes ao Movimento Associativo do concelho, bem como um contrato-programa entre a autarquia e o Independente Futebol Clube Torrense.

Além de um ou outro momento mais acalorado, provocado por troca de acusações políticas entre os deputados das várias facções partidárias, que mais serviram para despertar a plateia do que para esclarecer a população ali presente, assistiu-se a um momento de muita solenidade e comoção: a aprovação de um voto de pesar pelo falecimento de António Matos, uma pessoa muito querida e respeitado por todos os seixalenses. António Matos foi um dos fundadores dos Bombeiros Voluntários do Seixal e antigo vereador. “Sempre se lhe reconheceu um profundo sentido do dever, da cidadania e de respeito pelo próximo”, lê-se num documento divulgado pela autarquia, a qual decretou que o passado dia 5 de Junho fosse de luto municipal.

- PUB -

Mais populares

Menino de sete anos morre após ser baleado em Setúbal

Neto e avó foram atingidos a tiro de caçadeira no Bairro da Bela Vista. Disparo veio de carro em andamento. Alvo seria o pai da criança

Criança baleada em Setúbal hospitalizada em estado crítico [actualizada]

Menino de 7 anos e avó foram atingidos por um tiro de caçadeira disparado de um carro em movimento

Imagens mostram momentos após menino e avó serem baleados no Bairro da Bela Vista (vídeo)

Homem é visto a empunhar uma caçadeira correndo em várias direcções até que entra numa viatura que sai depois do local
- PUB -