29 Novembro 2021, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalSeixalCentesol: A paixão pela conquista de novos mercados e desafios

Centesol: A paixão pela conquista de novos mercados e desafios

Com 40 anos de existência, a Centesol tem uma posição e notoriedade sólidas na indústria da construção

 

- PUB -

A Centesol faz parte do restrito leque de empresas que entraram directamente no ranking das 500 Maiores Empresas do distrito de Setúbal. A empresa localizada no Seixal figura na 290.ª posição.

Na análise a esta prestação, Marta Costa, administradora da Centesol, diz, a O SETUBALENSE, sentir um misto de satisfação e surpresa.

“O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário, por isso, sinto-me, acima de tudo, afortunada por fazer parte de uma empresa cuja performance se destaca pelo seu empreendedorismo”.

- PUB -

“É verdade que, depois de dois anos tão atípicos, qualquer resultado vem acompanhado de alguma surpresa mas, com ou sem tempestade, a Centesol mapeia-se sempre pelo foco, pela disciplina e pela paixão com que se empenha em conquistar novos mercados, novos desafios e novos objectivos. Assim, este triunfo deve-se essencialmente a um trabalho cuja identidade e estratégia são cada vez mais sólidas”.

A Centesol actua nas áreas do comércio, compra, venda e revenda, e da construção civil. Desde a sua fundação em 1979, pelo espírito empreendedor de Manuel Ferreira da Costa, a Centesol tem mantido os valores culturais definidos pelo seu fundador, alicerçando a sua identidade e estratégia na tradição, experiência e aposta em novos objectivos, novos mercados e novos desafios, sempre mais ambiciosos, de modo a atingir patamares de excelência na qualidade e no desempenho.

Qual o segredo para a longevidade da empresa num sector tão competitivo?

- PUB -

Metas altas e total transparência, sem dúvida alguma. Claro que todas as outras características que mencionei anteriormente são fundamentais para a consolidação e longevidade da empresa mas o sucesso que tivemos por actuarmos junto dos nossos clientes sempre com total transparência e boa-fé serviu-nos de estímulo para fazer ainda mais e melhor.

Estamos no final do ano de 2021, que balanço nos pode fazer nesta altura?

O balanço é, naturalmente, bastante positivo. Se nos lembrarmos que o compromisso da Centesol é garantir e proporcionar a todos os clientes uma melhor qualidade de vida, então, esta posição conquistada mostra que estamos no bom caminho. Um caminho que assenta nos pilares da excelência da arquitectura e da qualidade dos materiais, mas também da sustentabilidade. Cada vez mais, é fundamental triar ideias que optimizem o desempenho energético e ambiental, recorrendo a novas tecnologias e materialidades que permitam minimizar e, se possível, eliminar o impacto ambiental. Essa foi, sem dúvida, uma meta que destacou o nosso posicionamento no mercado.

O que distingue a Centesol no seu sector de actividade?

Eu diria que nos distinguimos, fundamentalmente, pela experiência e pelas provas de competência dadas. A Centesol existe há mais de 40 anos, tem uma posição e uma notoriedade muito sólidas na indústria da construção civil, tendo já edificado dezenas de prédios e centenas de fogos habitacionais em vários pontos do país. Além disso, na Centesol pautamo-nos pela integridade e pela ligação com os nossos clientes. Gostamos de criar laços e, depois de dois anos de pandemia nos terem privado de afectos, acredito que todos tomámos maior consciência do quão importante são as relações humanas. Talvez por isso, para a Centesol a satisfação dos seus clientes é – e sempre foi – o principal objectivo. Juntamente a isso, a nossa preocupação, logo na fase de anteprojecto, com a sustentabilidade nas dimensões económica, social e ambiental faz também a diferença no mercado actual.

Em termos de futuro, no imediato e no médio-prazo, o que perspectiva?

O grande objectivo para a Centesol em 2022 será estreitar opostos. Queremos aumentar os pontos fortes e diminuir os pontos fracos para, assim, eliminar tudo o que possa prejudicar a empresa e, consequentemente, alcançar uma posição ainda melhor no mercado. Queremos agarrar oportunidades que nos beneficiem, não só a curto prazo mas, principalmente, a médio e longo prazo, e escapar a ameaças decorrentes de factores externos que possam afectar-nos, como foi o caso da ameaça mundial da covid-19 que teve um forte impacto negativo em inúmeras empresas. Em suma, queremos olhar para o passado com orgulho, viver o presente com dinamismo e encarar o futuro com optimismo na esperança de fazer mais e melhor. Oferecer a melhor casa. Este é o nosso compromisso.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Volkswagen anuncia novo investimento de 500 milhões na Autoeuropa nos próximos cinco anos

Valor vai ser aplicado "em produto, equipamento e infra-estruturas", explicou Alexander Seitz
- PUB -