23 Setembro 2021, Quinta-feira
- PUB -
Início Local Seixal Câmara do Seixal aumenta quadro de dirigentes

Câmara do Seixal aumenta quadro de dirigentes

Daqui a cerca de um mês a estrutura orgânica da Câmara do Seixal é alterada e ganha mais pessoal dirigente. Trata-se de adaptar à realidade um organigrama que o governo de Passos Coelho obrigou a encolher

 

- PUB -

 

A Câmara do Seixal vai reformular a sua estrutura orgânica funcional para “tirar melhor partido dos seus recursos” humanos, diz o seu presidente, Joaquim Santos. Na perspectiva do autarca, o novo organigrama será implementado ainda no primeiro semestre deste ano, “até final de Junho”.

O novo desenho da estrutura começou a ser estudado a partir de Agosto de 2018 e segundo Joaquim Santos “está agora a ser concluído”. Passará a haver mais dirigentes, mais departamentos e mais divisões; “o objectivo é funcionarmos melhor”, infere.

- PUB -

Refere o autarca que esta reestruturação vai pôr um ponto final nas dificuldades de exercício de uma Câmara com 1 600 funcionários e apenas seis directores de departamento. Situação que diz ter sido imposta em 2012 por uma lei do então governo PSD/CDS que obrigou a Câmara a espartilhar nos quadros dirigentes.

“Ajudou a reduzir custos, é certo, mas perdemos muita capacidade de direcção, o que não foi fácil”, comenta o presidente. A partir de 2016 esta restrição por força de lei foi levantada e, agora, depois de estudos para uma nova estrutura, é possível que a mesma seja montada daqui a cerca de um mês.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Burger King abre 12.° restaurante no Distrito de Setúbal

A marca Burger King aumentou para 12 o número de restaurantes que detém no Distrito de Setúbal, com a abertura de mais uma unidade...

Líder do PAN “engolida” por aficionados da festa brava no Montijo

Várias dezenas de elementos de tertúlias e grupos de forcados locais, entre outros, não pouparam nos assobios a Inês de Sousa Real e à...

Presidente da Fertagus diz que comboio até à Gare do Oriente depende do Estado

Ana Cristina Dourado afirma que a empresa tem objectivo de prolongar o serviço que termina na zona Roma-Areeiro
- PUB -