1 Agosto 2021, Domingo
- PUB -
Início Local Seixal Mundet Mercadito N' Baía realiza-se sábado na Avenida D. Nunes Álvares Pereira

Mundet Mercadito N’ Baía realiza-se sábado na Avenida D. Nunes Álvares Pereira

Iniciativa visa promover ofícios, artesãos e microactividades e sensibilizar para aquisição de artigos nacionais

- PUB -

Street food, artesanato, produtos biológicos, música e animação são as propostas do Mundet “Mercadito N’ Baía”, que terá lugar no próximo sábado, 31, entre as 10 e as 18h00, na Avenida D. Nuno Álvares Pereira, no núcleo antigo do Seixal.

“Ao longo da zona ribeirinha vai ser possível encontrar carrinhas de street food com gelados, crepes artesanais sem glúten, churritos, donuts e waffles, bolas de Berlim, merendas, cachorros, hambúrgueres, picanha, bolos de chocolate na caneca, tripas de ovos-moles, bolachas americanas, gin, ginja e licores”, explica a Câmara Municipal do Seixal, adiantando que “haverá também uma grande variedade de frutas e legumes biológicos, bem como artesanato contemporâneo e alternativo, roupas, calçado e muitas surpresas”. Para as 11h00 está agendada animação de rua e para as 16h00 está programada uma aula de ioga para crianças e pais.

O município lembra que a história do Seixal está “intimamente ligada à antiga fábrica de cortiça Mundet”, que “serviu de inspiração” para designar o projecto. “Assim como a cortiça nacional saía do Seixal para vários mercados no mundo, também o Mundet Mercadito N’ Baía recebe artigos diversificados de vários pontos do país, demonstrando a qualidade dos produtos portugueses”, salienta a autarquia.

- PUB -

O objectivo da iniciativa é contribuir “para a divulgação e sustentabilidade de pequenos ofícios, artesãos e microactividades e sensibilizar para a aquisição de artigos portugueses de origem artesanal, através da campanha Compro de Quem Faz”.

- PUB -

Mais populares

Moradores na Quinta da Amizade contestam fogos municipais, mas vereador Carlos Rabaçal promete valorização

Na calha pode estar a construção de 268 fogos. Os residentes temem densidade populacional e perderem conforto   Os moradores na Quinta da Amizade, na freguesia...

“Quero fazer esta época o jogo de despedida para depois assumir o cargo de treinador”

“Não me ofereço aos clubes e não peço favores a ninguém, se tiver que treinar será onde me queiram e onde acreditem em mim”, refere Paulo Catarino

Península de Setúbal com mais 29 mil pessoas e Litoral Alentejano perde pouco em dez anos

Censos de 2021 indicam que Palmela é o concelho da península que registou maior aumento da população residente. Odemira é o que mais cresce...
- PUB -