9 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Poceirão ganha resposta educativa pioneira na margem sul do Tejo

Poceirão ganha resposta educativa pioneira na margem sul do Tejo

Poceirão ganha resposta educativa pioneira na margem sul do Tejo

Projecto promove a inclusão. Jovens têm agora oferta nas áreas de robótica, automação, fotografia, vídeo, electricidade ou electrónica

Combater o insucesso e o abandono escolar e promover a igualdade de oportunidades, através de um ensino inclusivo e de qualidade, são dois dos objectivos da sala STEAM Lab que a Escola Básica e Secundária José Saramago, em Poceirão, inaugurou na quinta-feira passada. Associado ao “desenvolvimento cognitivo” com enfoque nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia, arte e matemática, a nova resposta é apresentada pelo município de Palmela como “projecto inovador” e pioneiro “na zona sul da Área Metropolitana de Lisboa”.

Ao abrigo deste projecto – implementado pela escola e pela autarquia com a Universidade de Aveiro como entidade parceira –, os jovens podem dedicar-se a “robótica, automação, fotografia, vídeo, electricidade ou electrónica”. Para isso têm ao seu dispor no novo espaço “recursos tecnológicos diversificados”, como “impressoras 3D, plotters de corte, estúdio, ferramentas e equipamento electrónico”.

O STEAM Lab, faz notar a edilidade, “incentiva o trabalho em grupo e a criatividade, facilita a aprendizagem colaborativa, a co-criação e o debate”. E “pretende prevenir o abandono escolar, promover o sucesso e a igualdade de oportunidades, através de uma educação inclusiva e de qualidade, que dote os jovens de competências que lhes permitam um melhor projecto de vida”.

O projecto insere-se na Operação Integrada Local (OIL) Poceirão Marateca, de resposta às comunidades desfavorecidas, no âmbito do PRR.

Durante a cerimónia de inauguração, Álvaro Balseiro Amaro, presidente da câmara, salientou a importância daquele tipo de medidas de apoio ao desenvolvimento das freguesias rurais, ao mesmo tempo que enalteceu a nova “abordagem pedagógica” que, considerou, permitirá estimular professores e alunos.

Para Faisal Aboobakar, presidente do Agrupamento de Escolas José Saramago, este é mais um dos “projectos de referência” que têm vindo a ser dinamizados, em conjunto com as autarquias, e que possibilitam à Escola Básica Secundária “disponibilizar” uma prática educativa de maior qualidade.

Presente esteve também Artur Silva, vice-reitor da Universidade de Aveiro, que acentuou os impactos positivos das parcerias entre a academia e a comunidade.

Já Cecília Sousa, presidente da Junta da União das Freguesias de Poceirão e Marateca, recordou a origem daquele estabelecimento de ensino de Poceirão, que classificou como “um símbolo de conquista e uma parte integrante da identidade local”.

O STEAM Lab representou um investimento de 67 mil e 650 euros, que, segundo o município, “inclui o apetrechamento da sala bem como a formação de docentes” naquela metodologia pedagógica.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -