12 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Memória dos combatentes do concelho eternizada com monumento em Pinhal Novo

Memória dos combatentes do concelho eternizada com monumento em Pinhal Novo

Memória dos combatentes do concelho eternizada com monumento em Pinhal Novo

Inauguração contou com presenças do presidente da Liga dos Combatentes e de representantes das Forças Armadas

 

Está erguido na Avenida dos Ferroviários, em Pinhal Novo, e traduz reconhecimento a todos aqueles que, oriundos do concelho de Palmela, defenderam e representaram a pátria lusa, nos mais diversos cenários de conflito ou catástrofe além-fronteiras. O Monumento aos Combatentes do Concelho de Palmela foi inaugurado na última quinta-feira, 12, pelo município de Palmela e pelo Núcleo de Pinhal Novo da Liga dos Combatentes.

- PUB -

“Uma merecida homenagem aos homens e mulheres que, em diferentes épocas da nossa História e em múltiplos cenários de guerra e conflito, têm representado o nosso país, procurando proteger e auxiliar as pessoas mais vulneráveis e repor a paz”, disse Álvaro Balseiro Amaro, presidente da autarquia, durante a cerimónia que contou com as presenças do tenente-general Joaquim Chito Rodrigues, que preside à Liga dos Combatentes, e do coronel Carlos Oliveira, presidente da direcção do Núcleo de Pinhal Novo, além de representantes das Forças Armadas e do movimento associativo, entre outros.

Uma homenagem traduzida por um monumento “há muito desejado pelo Núcleo de Pinhal Novo [da Liga dos Combatentes]”, que foi erigido numa localização estratégica. “Junto ao principal eixo de circulação do maior núcleo urbano deste concelho, numa zona de forte expansão”, realçou o autarca, sem deixar de enaltecer todos os que elevam o nome da Nação na adversidade.

“Somos e seremos sempre pela paz e, por isso mesmo, a nossa profunda gratidão aos homens e mulheres combatentes que levam o nome de Portugal ao peito em múltiplas missões pelo mundo, de cariz humanitário, vigilância, protecção e socorro, em defesa dos direitos humanos e dos valores da solidariedade e da paz.”

- PUB -

Mensagem “intemporal e inspiradora”

No monumento de Pinhal Novo – que “não é um acto isolado em Portugal” e que se junta “ao sentimento profundo do povo português”, salientou Chito Rodrigues – é apresentada uma inscrição com os olhos postos no passado, no presente e no futuro. “A todos os combatentes que nas planícies de Flandres, no Ultramar, nos balcãs, nos desertos do Iraque, nas savanas da República Centro Africana, do Mali, em Timor-Leste, e em muitos outros lugares, serviram Portugal bem como aqueles que apoiaram as autoridades em acidentes graves, catástrofes, salvamentos ou emergências médicas. Que a força de espírito de todos eles perdure em ti, combatente do futuro”, lê-se no memorial.

Uma mensagem “intemporal e inspiradora”, considerou Carlos Oliveira, que lembrou o papel activo que o Núcleo de Pinhal Novo – sediado no Monte Francisquinho e a comemorar 12 anos de existência – tem vindo a desempenhar no âmbito da solidariedade social.

- PUB -

O projecto do monumento tem a assinatura do arquitecto Eduardo Varandas, da Administração Central da Liga dos Combatentes, e foi executado pela Tecnorém, Engenharia e Construções, S.A.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -