29 Novembro 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaFundo Ambiental recebe 'luz verde' para financiar 2.ª fase da Ribeira da...

Fundo Ambiental recebe ‘luz verde’ para financiar 2.ª fase da Ribeira da Salgueirinha

Comparticipação da tutela pode chegar aos 3,7 milhões de euros. Custo da intervenção estimado em mais de 5 M€. Município assegura a restante fatia do investimento

Para trás que ficou a primeira etapa da requalificação da Ribeira da Salgueirinha, a 2.ª fase da empreitada já tem garantida comparticipação financeira por parte da tutela, num valor máximo de 3,7 milhões de euros. O custo da intervenção está estimado em mais de cinco milhões e caberá ao município assegurar o montante restante.

- PUB -

“A portaria que autoriza o Fundo Ambiental a efectuar a repartição dos encargos relativos ao protocolo assinado com o município de Palmela foi publicada dia 14 de Novembro. O protocolo prevê a comparticipação da obra, pelo Fundo Ambiental, em 85%, até ao máximo de 3,7 milhões de euros”, confirmou a Câmara Municipal de Palmela, em nota de Imprensa. Ao mesmo tempo, a autarquia lembra que a operação deverá ultrapassar os 5 milhões de euros e que a diferença em falta – prevista em mais de 1,3 milhões de euros – será suportada pelo município.

“Esta segunda fase traduz-se numa operação ainda mais complexa, numa extensão de 7,6 quilómetros, entre a zona da nascente (Serra do Louro, a sul) até ao início da zona já intervencionada (Terrim/Ribeira do Alecrim, a norte)”, indica a edilidade. A 2.ª fase da intervenção “inclui também o tratamento da Lagoa da Brejoeira e a valorização da imagem urbana e paisagística da envolvente, promovendo a sua fruição, pela população, através da criação de um Parque Municipal”, frisa a autarquia, a concluir.

Em Junho último, Álvaro Balseiro Amaro, presidente da Câmara de Palmela, já havia sublinhado a importância da 2.ª fase da empreitada, sem a qual “o trabalho ficaria incompleto”. “Os impactos não estariam, seguramente, totalmente contidos se não trabalhássemos este outro troço”, alertou então o edil. “Assim, ficaremos perfeitamente seguros e descansados para muitas dezenas de anos, em relação às zonas ameaçadas por cheias. Mas, também, com um trajecto de linha de água tratado, despoluído e que permite depois ainda, em vários troços, naturalizar e torná-lo num corredor ecológico em zonas urbanas, um autêntico parque verde para que as pessoas possam também ter usufruto e lazer das margens desta ribeira”, sustentou.

- PUB -

Na altura, a autarquia revelou ter a expectativa de que as obras referentes a esta 2.ª fase pudessem ser iniciada em 2024.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Corpo do chefe dos Bombeiros Sapadores de Setúbal encontrado na Praia da Torre em Grândola

Identificação do corpo terá sido feita por familiares na morgue, onde será realizada a autópsia, não havendo, até ao momento, indícios de crime 

Cadáver de homem encontrado esta manhã na praia da Torre em Grândola

Corpo deu à costa no Carvalhal, havendo suspeitas de tratar-se de Manuel Arrábida, chefe dos Bombeiros Sapadores de Setúbal desaparecido há sete dias

Acidente na A2 junto a Palmela faz um morto e dois feridos ligeiros

Colisão entre dois veículos ligeiros ocorreu ao quilómetro 24.9 da Autoestrada 2. Vítima mortal tinha 42 anos
- PUB -