27 Janeiro 2023, Sexta-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaPalmela prepara construção de habitação com arrendamento acessível

Palmela prepara construção de habitação com arrendamento acessível

Autarquia quer resolver carências detectadas e fixar mais pessoas naquela que é uma das mais antigas freguesias do concelho

 

- PUB -

Passado um mês da visita ao Poceirão, o executivo municipal e técnicos da autarquia deram, na passada quarta-feira, como terminada a Semana da Freguesia dedicada à União de Freguesias de Poceirão e Marateca. Um dos destaques da passagem pela Marateca, acompanhada pelo executivo da Junta, foi para a área da habitação. Vários imóveis, terrenos e habitações devolutas, na aldeia de Águas de Moura, foram adquiridos pelo município para construção de casas, a afectar à Estratégia Local de Habitação, com renda acessível, no âmbito do programa “1.º Direito”.

No total, trata-se de um investimento de 394 mil euros, com potencial para a construção de 27 fogos. Uma forma, aponta Álvaro Amaro, presidente da Câmara de Palmela, de “não só resolver algumas carências ao nível da habitação, que foram previamente diagnosticadas, como também de fixar mais gente neste território”.

A visita começou no novo Centro Comunitário de Águas de Moura, alvo de profundas obras de reabilitação. Esta nova estrutura deverá entrar em funcionamento no início do novo ano escolar, em Setembro.

- PUB -

Além do pólo da Biblioteca, do Centro de Recursos para a Juventude, com zona de “gaming” e novas tecnologias, e da Loja Social, no rés-do-chão, existe o Espaço Multiusos no piso intermédio, quatro salas de trabalho para as entidades parceiras, uma copa no segundo piso e uma sala ampla no topo, para a realização de reuniões, formação ou outros eventos.

Outra importante obra abordada foi a empreitada de construção do sistema de águas residuais domésticas da rede em Cajados. A 1.ª fase, quase concluída, inclui a construção de quase três quilómetros de rede na Travessa 1.º de Maio, na Rua 25 de Abril, na Estrada Nacional 10 e em parte da Rua 9 de Março, assim como 90 ramais e a instalação de uma estação de bombagem, que fica já preparada para receber os caudais da segunda fase. Com esta intervenção a autarquia estima servir 270 habitantes. Numa 2.ª fase, a lançar posteriormente, serão abrangidos mais alguns arruamentos por esta rede de saneamento. Um investimento total a rondar os 700 mil euros.

Ainda em Cajados, o município apresentou o terreno com cinco mil metros quadrados, que adquiriu recentemente, para ceder à União das Freguesias, com vista à criação de um pequeno, mas importante, pólo de serviços, onde se inclui a construção das instalações para uma nova delegação da Junta, um Parque de Merendas e um Espaço de Jogo e Recreio.

- PUB -

Balanço positivo

Para quem gosta de viajar com a ‘casa às costas’, houve também uma boa notícia. Está para breve a inauguração do novo Parque de Autocaravanas e Merendas, numa zona lateral da via principal de Águas de Moura. Um espaço com capacidade para 25 viaturas, que será equipado com todos os requisitos necessários para funcionar com higiene e limpeza. Prevê-se que esteja operacional no espaço de um ano.

No final, Cecília Sousa, presidente da União de Freguesias de Poceirão e Marateca, fez um balanço muito positivo do trabalho desenvolvido nos últimos anos. O maior desafio, confessa, “tem sido gerir dois territórios com uma área total de mais de 280 quilómetros quadrados”. São duas áreas “muito diferentes”, formas “de estar distintas”, com populações “com personalidades e identidades próprias”. A agregação das duas freguesias, em 2013, “trouxe outros desafios, desde logo com a gestão”, frisa a autarca. “As juntas de freguesia não têm quadros de pessoal alargados. Gerirmos um território desta dimensão não é fácil, mas penso que temos conseguido produzir um trabalho que tem agradado as pessoas”.

Álvaro Amaro considerou que na freguesia o grande desafio é “aproveitar a operação integrada e desenvolvimento onde se consiga alocar financiamento do PRR [Plano de Recuperação e Resiliência] para esta freguesia, na construção de alguns equipamentos, algumas respostas sociais e também de motivos que acrescentem valor à visitação e ao desenvolvimento económico e à sustentabilidade”.

A visita terminou com um moscatel de honra oferecido pela família Palhoça, em Fernando Pó, nas instalações do seu recém-inaugurado Alojamento Local à entrada da aldeia vinhateira.

Albergue Águas de Moura na rota do Caminho de Santiago

Águas de Moura quer afirmar-se no Caminho de Santiago – variante do caminho central, que vem de Alcácer do Sal e liga a Palmela. Para tal, vai construir um albergue para servir como local de apoio e abrigo aos peregrinos do Caminho de Santiago, que se deslocam de sul para norte em direcção a Santiago de Compostela, Espanha.

O local para esta estrutura já está identificado. Irá nascer das “cinzas” das instalações da antiga junta de freguesia, nas traseiras do novo Centro Comunitário de Águas de Moura.

Uma iniciativa que avança um ano após o pedido de adesão (entretanto deferido) da autarquia à Federação Portuguesa do Caminho de Santiago. O projecto está em fase de estudo, para depois se candidatar ao Plano de Recuperação e Resiliência. Os Caminhos de Santiago são os percursos dos peregrinos que afluem a Santiago de Compostela desde o século IX para venerar as relíquias do apóstolo Santiago Maior, cujo suposto sepulcro se encontra na catedral de Santiago de Compostela.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Pai herói salva filha bebé de incêndio que destruiu habitação [actualizada]

Entrou em habitação em chamas e conseguiu resgatar a bebé. Sinistro destruiu o 1.º piso da habitação

Comando dos Bombeiros do Montijo repudia críticas sobre combate ao fogo de sexta-feira

Reacção surge na sequência de vídeos e comentários publicados nas redes sociais 

Sexta-feliz chega ao concelho para dar “mais tempo” aos funcionários

PartYard decidiu dar as tardes de sexta-feira aos trabalhadores para melhorar o seu rendimento
- PUB -