28 Setembro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaMunicípio chama agentes locais para concertar aplicação de investimento de 6,5 M€...

Município chama agentes locais para concertar aplicação de investimento de 6,5 M€ em Poceirão e Marateca

Fórum para debater operação de desenvolvimento vai realizar-se na sexta-feira e no sábado

 

- PUB -

Promover “uma reflexão partilhada para a construção conjunta de uma operação integrada de desenvolvimento nas freguesias de Poceirão e Marateca” é o objectivo de um fórum, dirigido a agentes e entidades locais, que a Câmara de Palmela realiza na próxima sexta-feira e no sábado seguinte.

A primeira das duas sessões da iniciativa, que tem em vista discutir a aplicação de um investimento na ordem dos 6,5 milhões de euros nas duas localidades, vai ter lugar no Espaço Multiusos em Águas de Moura, a partir das 20h30. A segunda, agendada para o dia seguinte, 22, inicia-se pelas 15 horas no pavilhão do Parque Mário Bento, em Poceirão.

A autarquia apela à participação dos agentes e entidades locais na acção designada “Fórum Comunidades – Poceirão e Marateca” e explica que a operação de desenvolvimento integrado nas duas localidades resulta da captação de fundos europeus. “O município, na sequência do seu trabalho de captação e aplicação dos fundos comunitários, conseguiu ver aprovado, no âmbito do Plano Metropolitano de Apoio às Comunidades Desfavorecidas (no quadro do Plano de Recuperação e Resiliência), um investimento global de mais de 6,5 milhões de euros, tendo em vista a implementação desta operação.”

- PUB -

De acordo com a edilidade, a acção “vai permitir um investimento em diversas áreas de actuação, quer do ponto vista material (intervenção física) quer imaterial (animação, formação e promoção)” e dá como exemplos as áreas de “ambiente, emprego e economia, cultura e criatividade, educação, cidadania, saúde e desenvolvimento e inclusão social”.

A concluir, a Câmara Municipal justifica a realização do fórum dirigido a agentes e entidades locais. “A construção de um verdadeiro plano de acção, estruturado e adequado aos territórios, só é possível com a participação de todos e devem ser as próprias comunidades a manifestarem-se sobre as suas reais necessidades, numa lógica de cidadania activa”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

“Reunião” dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel [corrigida]

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes
- PUB -