29 Junho 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaExact Systems: Líder nacional tem como meta principal ampliar a representação no...

Exact Systems: Líder nacional tem como meta principal ampliar a representação no mundo

Empresa ligada à indústria automóvel pronta a enfrentar o mercado à escala global

 

- PUB -

A Exact Systems volta a figurar no ranking das 500 Maiores Empresas do Distrito de Setúbal, consolidando o seu lugar entre as primeiras 200. Um resultado que nem a pandemia conseguiu ofuscar, disse a O SETUBALENSE José Costa, director-geral da empresa localizada em Palmela.

“Apesar da pandemia, a Exact Systems continua a ser líder de mercado em Portugal no seu sector”, frisa.

Esta liderança, aponta, “deve-se sobretudo ao trabalho conjunto da sua equipa junto dos clientes”. “Pese embora a diminuição do mercado, a estabilidade financeira da companhia, acaba por dar indicações de segurança aos seus trabalhadores, sendo que esta estabilidade faz com que a equipa possa render sempre muito mais. Os nossos clientes sentem igualmente esse apoio, o que, tudo conjugado, se reflecte nos resultados”.

José Costa, directorgeral, da Exact Systems
- PUB -

Com o presente consolidado, os grandes objectivos para a Exact Systems, revela, estão bem identificados. “A principal meta é ampliar a representação a nível mundial. Em relação à gestão ibérica, a grande meta no imediato é continuar com a expansão em Espanha, nomeadamente a abertura da delegação em Navarra, a implementação da delegação de Barcelona, que, devido à pandemia, decresceu bastante a sua posição no mercado”.

“O grande objectivo é ampliar as delegações em Espanha de forma a cobrirmos o território espanhol da mesma forma que o fazemos em Portugal, ou seja, estarmos presentes em todos os locais onde exista indústria ligada ao sector automóvel. Em relação a Portugal, o maior objectivo é a diversificação do sector de actuação de forma a sermos mais fortes e resistentes no mercado”.

Para a Exact Systems Portugal, especialista em soluções da qualidade, ou seja, selecção, reparação e inspecção de peças, consultoria e engenharia, para a indústria automóvel, electrónica e outras, tudo começou em 2004.

- PUB -

“De facto a empresa mãe, Exact Systems, foi criada em 2004. Em Portugal a QLS, empresa comprada pela Exact Systems em 2018, já actuava no mercado nacional desde 1996”, explica José Costa.

O facto, continua, “de se ter automatizado bastante o seu funcionamento, bem como a criação de uma plataforma online de uso nas operações, que proporciona aos nossos clientes uma interactividade com os relatórios dos seus trabalhos e ainda a possibilidade de fazer toda a comunicação através da referida plataforma, são pilares muito importantes na alavancagem do nosso negócio”.

Esta automatização vai mais longe ainda com o uso do software Sales Force nas Vendas, do software Primavera nos recursos humanos e ainda com o uso de um software próprio de facturação automática no departamento de finanças.

Principalmente por todos estes avanços operacionais, José Costa, afirma que a palavra crescimento continua a fazer parte do vocabulário da empresa. “É a base de todo o nosso trabalho. Focados na melhoria contínua, no fazer bem à primeira, de replicar em todos os nossos processos a mesma forma de trabalhar e de evitar o erro. É fundamental aprender com os erros de forma a não serem repetidos. Com esta atitude, só poderemos olhar o futuro com serenidade e esperança de continuarmos a crescer”.

Num mercado tão específico e concorrencial o director-geral da Exact Syustems aponta os principais factores que a distinguem no mercado.

O director-geral destaca a importância do foco no cliente

“A proximidade ao cliente em primeiro lugar, o sentir de facto que somos parte da solução dos problemas dos nossos clientes e não mais um problema. A proximidade das chefias aos nossos trabalhadores, juntamente com a capacidade de resposta às necessidades do cliente, são factores preponderantes da diferenciação para a concorrência. Ainda mais importante é o facto de não querermos ser uma empresa com preços baixos, esse factor retira capacidade de resposta às empresas”, refere José Costa.

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Revolta no velório de Jéssica obriga à presença de bombeiros e polícia

Avó paterna e alguns populares revoltam-se com mãe da criança durante a cerimónia fúnebre
- PUB -