28 Setembro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaConversas literárias com Rodrigo Guedes de Carvalho na Casa Ermelinda Freitas

Conversas literárias com Rodrigo Guedes de Carvalho na Casa Ermelinda Freitas

O jornalista e escritor é o próximo convidado do “365 Dias de Romance: Conversas Literárias” a ter lugar no próximo dia 27

 

- PUB -

Rodrigo Guedes de Carvalho é a próxima personalidade a marcar presença na Casa Ermelinda Freitas, em Fernando Pó, no âmbito da iniciativa “365 Dias de Romance: Conversas Literárias”. O jornalista e escritor vai participar numa sessão presencial, a ter lugar no próximo dia 27, a partir das 17 horas.

A conversa com Rodrigo Guedes de Carvalho vai poder também ser seguida em directo, através da transmissão “on-line” na página de facebook “Palmela Município”.

“Margarida Espantada” é o mais recente romance escrito pelo apresentador do “Jornal da Noite”, da estação televisiva SIC.

- PUB -

Guedes de Carvalho nasceu no Porto, em 1963, e apresenta um largo currículo no trajecto jornalístico que tem vindo a realizar. No “mundo literário” também se tem destacado, como o atestam as várias obras publicadas.

“Estreou-se na ficção com o romance ‘Daqui a Nada’ (1992), vencedor do Prémio Jovens Talentos da ONU. Seguiram-se ‘A Casa Quieta’ (2005), ‘Mulher em Branco’ (2006), ‘Canário’ (2007), ‘O Pianista de Hotel’ (2017) – Prémio Autores SPA Melhor Livro de Ficção Narrativa 2018 – e ‘Jogos de Raiva’ (2018).

É ainda autor dos argumentos cinematográficos de ‘Coisa Ruim’ (2006) e ‘Entre os Dedos’ (2009), e da peça de teatro ‘Os pés no Arame’”, lembra a Câmara Municipal de Palmela, entidade dinamizadora do “365 Dias de Romance” em parceria com a Casa Ermelinda Freitas e a Livraria Culsete. No dia 27, Guedes de Carvalho é o convidado para mais uma sessão das conversas literárias.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

“Reunião” dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel [corrigida]

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes
- PUB -