1 Agosto 2021, Domingo
- PUB -
Início Local Palmela Festival Internacional de Saxofone arranca hoje

Festival Internacional de Saxofone arranca hoje

Arranca hoje e prolonga-se até ao próximo sábado, 17, o Festival Internacional de Saxofone de Palmela (FISP), cujo programa inclui 24 painéis/mesas redondas, 15 concertos, o VIII Concurso Internacional de Saxofone “Vitor Santos” e um espaço dedicado à investigação científica em torno do saxofone.

- PUB -

O evento é promovido em conjunto por Quarteto Artemsax, Sociedade Filarmónica Humanitária e Conservatório Regional de Palmela, e conta com o apoio da Câmara Municipal de Palmela.

Ao fim de quase 16 anos desde a primeira edição, o FISP “continua a afirmar-se como um projecto cultural de serviço público”, revela a autarquia, que considera o evento como “iniciativa única no panorama artístico e pedagógico em Portugal e além-fronteiras, e ponto de passagem para os amantes do saxofone e da música, recebendo participantes e visitantes dos cinco continentes”.

O FISP, adianta o município, “contribui ainda para elevar o nível artístico e pedagógico do País”, uma vez que “ajuda na formação de mais e melhores ouvintes, através de uma partilha de experiências e saberes entre alguns dos mais prestigiados nomes do saxofone nacional e internacional, professores, estudantes e público”.

- PUB -

De acordo com a autarquia, o FISP constitui também “um exemplo de boa prática associativa, com um nível de organização que merece o apoio municipal com vista à sua boa execução”. Um apoio “traduzido no protocolo de cooperação 2019/2021, que foi celebrado com a SFH”. Além do apoio logístico, da “cedência do Cine-Teatro S. João” e do apoio à “promoção/divulgação do festival”, a Câmara de Palmela lembra, a concluir, que  concedeu para a realização da presente edição “um apoio financeiro no valor de €7.500”.

- PUB -

Mais populares

Moradores na Quinta da Amizade contestam fogos municipais, mas vereador Carlos Rabaçal promete valorização

Na calha pode estar a construção de 268 fogos. Os residentes temem densidade populacional e perderem conforto   Os moradores na Quinta da Amizade, na freguesia...

“Quero fazer esta época o jogo de despedida para depois assumir o cargo de treinador”

“Não me ofereço aos clubes e não peço favores a ninguém, se tiver que treinar será onde me queiram e onde acreditem em mim”, refere Paulo Catarino

Península de Setúbal com mais 29 mil pessoas e Litoral Alentejano perde pouco em dez anos

Censos de 2021 indicam que Palmela é o concelho da península que registou maior aumento da população residente. Odemira é o que mais cresce...
- PUB -