27 Junho 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaAutarcas criticam falta de limpeza e responsabilizam AMARSUL

Autarcas criticam falta de limpeza e responsabilizam AMARSUL

Álvaro Amaro até já admite rescindir contrato com a empresa. De Julho para cá, a recolha de lixos e monos não tem sido satisfatória. Localização e aberturas pequenas dos novos ecopontos também mereceram reparos

 

- PUB -

A sessão de câmara da última quarta-feira, que se antevia ser rápida pelos pontos da ordem de trabalhos com propostas de consenso, acabou por mobilizar as intervenções dos autarcas, que abordaram diversos problemas onde o lixo e os monos estiveram em destaque durante quase duas horas.

Depois da apresentação de uma saudação à Festa das Vindimas, que foi votada por unanimidade, onde o presidente da câmara destacou o sucesso do evento, que “foi reafirmado com a visita do Presidente da República”, também Raúl Cristóvão, da bancada socialista, considerou que a festa “foi reforçada com a grande adesão dos vitivinicultores”, mas reconhecendo que “é sempre possível fazer melhor e de forma diferente, mas o que fizeram foi muito importante”.

Também o vereador da Palmela Mais, Paulo Ribeiro, destacou que o evento “é cada vez mais marcante na região e no país”, enquanto o vereador do MIM, José Calado, saudou “o honroso trabalho da Associação”.

- PUB -

Amarsul sem soluções

O vereador José Calado abriu o debate contra os lixos e os monos. Com o autarca a criticar a Amarsul a quem acusa de “não ter soluções para a recolha de resíduos”, onde o concelho vive uma “situação alarmante”, referindo como excepção o trabalho desenvolvido pela intervenção da presidente da União de Freguesias.

As críticas continuaram com a socialista Mara Rebelo a alertar para os contentores colocados pela Amarsul, “não estão preparados para receber os resíduos” e “foram colocados em locais que tapam a visibilidade nos cruzamentos”. A autarca mostrou toda a disponibilidade do PS para “se encontrarem soluções” e sugeriu a “alteração do contrato e uma maior intervenção na recolha”. Também o vereador da Palmela Mais, Paulo Ribeiro, alertou para “a recolha do lixo e dos monos que se vai agravando em termos de saúde pública e de imagem”.

- PUB -

 

Câmara irá criar serviços de vigilância

 

O presidente Álvaro Amaro reconheceu a pertinência dos problemas apresentados, porque “não fico feliz quando dizem que nos outros concelhos acontece o mesmo, pois estou preocupado com o que se passa no meu concelho”.

O edil explicou que entre Janeiro e Junho “reduziu-se em mais de 50 por cento, quer na recolha do lixo, quer nos verdes e monos”, mas “a partir de Julho a situação inverteu-se e já estamos a aplicar multas e a pensar na rescisão do contrato existente”.

Já a vereadora do Ambiente, Fernanda Pesinho, admitiu que “existem ecopontos, que podem estar mal colocados”, apelando a que sejam denunciadas as situações, porque “defendemos que a Amarsul colocasse os ecopontos junto aos contentores de lixo para uma prestação de serviço de maior proximidade”. No entanto Fernanda Pesinho, admite que “a abertura dos ecopontos é pequena e já pedimos a substituição à empresa, que está a estudar uma solução”. Mas reconhece que “há quem não cumpra por falta de consciência e de cidadania”.

A vereadora do Ambiente lembrou “temos despendido mais dinheiro na fiscalização, aumentámos o número de contentores, alterámos circuitos, temos feito campanhas de sensibilização, mas devem-se denunciar as situações para acabar com este flagelo cuja responsabilidade é de todos”, porque “o comportamento indevido tem que ser alterado, porque a solução não passa por investir mais, mas estar mais atentos e denunciar”. E concluiu “até Agosto de 2019 já recolhemos mais resíduos que em todo o ano de 2018 e nos verdes duplicámos a recolha do ano passado”.

Álvaro Amaro alertou também para as empresas que “vêm de outros concelhos despejar lixos e resíduos”, apesar de “hoje haver mais gente com comportamentos correctos do que ontem, mas ainda há algum atraso na nossa civilização” e anunciou “irão haver serviços de vigilância e iremos controlar as quintas que fazem eventos, que não fazem três quilos de lixo, mas grandes quantidades”.

 

Recuperação do Salão Nobre

 

Álvaro Amaro anunciou a boa nova com um sorriso, pois a “obra para a empreitada de recuperação do Salão Nobre já foi adjudicada” e envolve um investimento de 725 mil euros.

A obra será desenvolvida em duas fases, explicou o edil, em que a primeira área “inclui a reabilitação das fachadas e coberturas, saguão, zona da arcada, galeria e pátio exterior poente”, que será cofinanciada por fundos comunitários.

A segunda área de intervenção contemplará a reabilitação do Salão Nobre e áreas adjacentes nos pisos 0 e 1, e será financiada pela Câmara. A obra contempla o restauro das pinturas existentes no Salão Nobre, incluindo a criação de uma entrada de nível que vai garantir o acesso a este espaço municipal.

 

Regularização da Ribeira da Salgueirinha

 

Os trabalhos de Regularização da Ribeira da Salgueirinha já começaram com demolição de gabiões e colchões Reno, num troço compreendido entre a Rua de Barcarrota e Rua 1 de Janeiro, em Pinhal Novo.

A requalificação da paisagem será um dos principais objetivos desta empreitada, cuja intervenção abrange uma extensão de 5km, entre o Vale do Alecrim e a Barragem da Brejoeira.

A empreitada inclui também a regularização de onze atravessamentos hidráulicos e envolve um investimento de mais de 2,5 milhões de euros, sendo comparticipados em 85% pelo Fundo Ambiental (Agência Portuguesa do Ambiente). A autarquia de Palmela pagará o restante valor, bem como as despesas do desenvolvimento do processo.

Comentários

Fátima Brinca
Jornalista
- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -