23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Oficina de Artes Manuel Cargaleiro recebe exposição de obras únicas de Serralves

Oficina de Artes Manuel Cargaleiro recebe exposição de obras únicas de Serralves

Oficina de Artes Manuel Cargaleiro recebe exposição de obras únicas de Serralves

A mostra Matéria / Acção – Escultura e Vídeo dos Anos 1960 e 1970 reúne esculturas de artistas nacionais e internacionais

Várias obras únicas de arte da colecção privada de Serralves vão estar expostas na Oficina de Artes Manuel Cargaleiro, no Seixal, de 13 de Abril a 17 de Agosto, sendo esta a primeira mostra que se realiza no âmbito do protocolo firmado, recentemente, entre o Município do Seixal e a Fundação Serralves.

- PUB -

A exposição Matéria / Acção – Escultura e Vídeo dos Anos 1960 e 1970, é inaugurada às 15h00 do próximo sábado, e reúne um conjunto de esculturas que permitem reconhecer aspectos centrais às experiências associadas à escultura abstracta britânica, ao minimalismo norte-americano e à arte processual.

Adianta a autarquia que nesta mostra as obras escultóricas de artistas de renome a nível nacional e internacional, “são apresentadas em diálogo com trabalhos em vídeo do mesmo período temporal, evidenciando pontos de contacto e interferências entre os dois campos de criação que se desenvolveram, em grande medida, por influência mútua e por contraste”.

Destaca o presidente da Câmara do Seixal, Paulo Silva, que a autarquia “considerou relevante aceder ao Estatuto de Fundador de Serralves, na certeza de proporcionar à população uma oportunidade única para aumentar hábitos culturais, facilitando a proximidade e o acesso gratuito a diversas manifestações artísticas e a criadores portugueses e estrangeiros da maior relevância”.

- PUB -

Sobre o protocolo entre a autarquia e a Fundação Serralves, o autarca refere que este se “enquadra na visão política e estratégica de desenvolvimento cultural do município, uma vez que o Seixal passará a acolher actividades culturais, no domínio das artes, de projecção internacional e que certamente contribuirão para a formação e conhecimento cultural de todos”.

As décadas de 1960 e 1970 foram palco de desenvolvimentos determinantes no mundo das artes, marcando o início da era contemporânea. Esta exposição cruza trabalhos de figuras incontornáveis no panorama artístico internacional, tais como Richard Serra, Bruce Nauman e Ivonne Rainer, assim como obras de importantes artistas portugueses, caso de Ângelo de Sousa e Zulmiro de Carvalho, cujo trabalho acompanhou em total sintonia as experiências pioneiras que emergiam no contexto internacional.

Esta iniciativa integra o programa de exposições itinerantes da colecção de Serralves que tem por objectivo dar a conhecer o acervo da fundação a públicos diversificados por todo o País.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -