18 Maio 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalOdemiraCâmara de Odemira financia resposta de apoio a cuidadores informais

Câmara de Odemira financia resposta de apoio a cuidadores informais

O município vai desembolsar mais de 87 mil euros para a continuidade este ano do projecto dinamizado pela TAIPA

 

- PUB -

A Câmara Municipal de Odemira vai assumir, este ano, o financiamento do projecto Cui(Dar)+, para garantir a continuidade desta resposta local de apoio aos cuidadores informais dinamizada pela cooperativa TAIPA.

Em comunicado, o município revela que, no âmbito de um protocolo, vai financiar a continuidade do projecto, este ano, no valor de 87.409 euros, para “garantir uma resposta dirigida aos cuidadores informais e perante o reconhecimento do trabalho desenvolvido ao longo de mais de três anos”.

Hélder Guerreiro, presidente da Câmara de Odemira, considera esta como “uma resposta efectiva muito importante para o território”, mas que “precisa de um conjunto de parcerias”, tendo como “objectivo a melhoria da qualidade de vida de pessoas cuidadoras e cuidadas”.

- PUB -

Citada no comunicado, Teresa Barradas, responsável pelo projecto, lembra que o projecto é uma solução “pioneira no País, anterior à formalização do Estatuto do Cuidador Informal”, e que até provocou a “curiosidade de outros territórios”. “Havia a vontade de replicar esta intervenção a nível nacional. Foi bom saber que os contagiámos com a vontade de criar gabinetes de apoio ao cuidador informal.”

O protocolo de cooperação, que visa a atribuição da verba à TAIPA, foi assinado no passado dia 24, por Hélder Guerreiro, Dora Guerreiro e Teresa Barradas, presidente e vice-presidente da TAIPA, respectivamente. Rubricaram ainda o documento, na qualidade de entidades não financiadoras, Catarina Filipe, presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano, e Sérgio Fernandes, director do Centro Distrital de Beja do Instituto da Segurança Social.

O Cui(DAR)+, que foi criado em 2018 para apoiar e promover o bem-estar físico, mental e social dos beneficiários, acompanha, actualmente, de forma contínua, 58 cuidadores informais e recebe todos os meses novas adesões. Segundo a autarquia, desde o início do projecto foram contabilizados 97 cuidadores e 1 857 atendimentos.

- PUB -

Com Lusa

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -