25 Maio 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalOdemiraTodos a ajudar a reerguer das cinzas o Clube Fluvial Odemirense

Todos a ajudar a reerguer das cinzas o Clube Fluvial Odemirense

Angariação de fundos continua a decorrer para fazer face a mais de 200 mil euros de prejuízo causado por fogo posto

 

- PUB -

A campanha de solidariedade para reerguer o Clube Fluvial Odemirense continua a decorrer, depois da colectividade ter sido vítima de um fogo posto que causou prejuízos superiores a 200 mil euros.

A colectividade lançou um apelo de ajuda e os interessados podem contribuir em espécie ou financeiramente, através dos contactos 968492415; 969892124; [email protected]; ou directamente através de transferência bancária para o NIB: 004563324021189615288.

Ilídio Soares, presidente do clube, reconheceu que o incêndio foi “uma verdadeira tragédia” e que destruiu “toda a vida” daquela colectividade, fundada em 1984.

- PUB -

“Neste momento, estamos quase a zero”, disse o dirigente, que confirmou a dimensão dos estragos pelo fogo no passado dia 9. As chamas destruíram o material que se encontrava no hangar, “incluindo cerca de 60 embarcações”, assim como o ginásio e os balneários.

O próprio telhado do edifício “está estalado por todo o lado”, não oferecendo “condições de segurança”, acrescentou. “Foi uma destruição total. Sem contar com o edifício, o prejuízo deve rondar os 200 mil euros ou se calhar mais”, revelou, indicando que o clube tem um seguro que só cobre danos “até 75 mil euros”.

A angariação de fundos está a ser muito bem acolhida entre os locais. “Neste momento, está tudo a querer ajudar. Estamos a sentir a solidariedade dos odemirenses”, realçou Ilídio Soares, que também já sabe que vai contar com o apoio do município. Hélder Guerreiro, presidente da Câmara de Odemira, anunciou “total disponibilidade” da autarquia para ajudar o clube.

- PUB -

Entretanto, o Tribunal de Odemira (Beja) decretou a prisão preventiva do homem, de 35 anos, que foi indiciado por suposta autoria criminosa do incêndio. Fontes da Polícia Judiciária (PJ) indicaram que o suspeito, de nacionalidade estrangeira, foi encaminhado para o Estabelecimento Prisional de Beja.

O homem foi identificado e detido pela PJ, através do Departamento de Investigação Criminal de Portimão, logo no mesmo dia da ocorrência, devido a “fortes indícios” de ter praticado o crime.

Fundado em 1984, o Clube Fluvial Odemirense assume-se como uma referência na prática da canoagem e conta actualmente com 50 atletas na formação e competição.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Jovem sequestrado e violado em casa de banho da estação de comboios de Coina

Rapaz de 16 anos foi abusado por homem de 43. Violador está agora em prisão preventiva

Cidade perde rede de agentes com chegada da Transportes Metropolitanos de Lisboa

Rede com mais de uma dezena de estabelecimentos, construída pelos TST, desfeita com chegada de nova transportadora, prejudicando utilizadores mais velhos

Jovem de 16 anos morre colhido por touro nas Festas da Moita

Vítima foi transportada em estado crítico para o Hospital do Barreiro, mas acabou por não resistir aos ferimentos
- PUB -