9 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Município quer reunião urgente para pedir construção da secundária de Azeitão

Município quer reunião urgente para pedir construção da secundária de Azeitão

Município quer reunião urgente para pedir construção da secundária de Azeitão

Maria da Graça Carvalho, ministra do Ambiente, também recebeu uma carta a pedir uma sessão sobre o risco de queda do bloco rochoso na Arrábida

 

“Ano após ano, os jovens têm-se deparado com a falta de uma escola de proximidade para prosseguir os seus estudos ao nível do ensino secundário, causando um conjunto de dificuldades de diversa ordem”. As palavras são de André Martins, presidente da Câmara Municipal de Setúbal, em carta enviada ao ministro da Educação onde o edil faz um pedido, com carácter de urgência, para uma reunião onde o assunto prioritário é a construção de uma escola secundária na freguesia de Azeitão.

No mesmo documento o autarca explicou a Fernando Alexandre, governante com a pasta da Educação, os “constrangimentos e dificuldades” sentidos pelas centenas de alunos “que residem no território da União das Freguesias de Azeitão no prosseguimento de estudos após a conclusão do 3.º ciclo do ensino básico”, como se lê em nota de Imprensa do município sadino.

O pedido teve como ponto de partida uma reunião ordinária do Conselho Municipal de Educação, que teve lugar no Mercado do Livramento a 8 de Abril, onde Carla Guerreiro, vereadora com o pelouro da Educação, expressou a ideia de que “é mesmo necessário uma escola secundária em Azeitão, porque o número de alunos justifica-o plenamente”, um trabalho que garante ter de se fazer em cooperação com a Administração Central.

O presidente desta câmara escreveu, na carta que enviou ao Governo, que a falta deste estabelecimento de ensino tem “eventuais consequências em termos de motivação e de aproveitamento escolar desta comunidade estudantil, acabam por acompanhar a vida destes alunos ao longo do período de frequência do Ensino Secundário”.

Além desta questão André Martins endereçou também um documento onde pedia à ministra do Ambiente, Maria da Graça Carvalho, uma reunião urgente no sentido de encontrar soluções para travar o risco de queda do bloco rochoso que se encontra sobre
o troço de estrada entre a praia da Figueirinha e o Creiro, no acesso ao Portinho da Arrábida.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -